Em uma consequência clara da chegada de Felipe Nasr e do patrocinador trazido pelo piloto, a Sauber apresentou nesta sexta-feira (30) o seu novo carro para a temporada da Fórmula 1 com uma pintura "brasileira". Lembrando em parte as cores da bandeira nacional, o modelo C34 é predominante azul, com detalhe em amarelo em destaque e outros mais suaves em branco.

Impulsionado por um motor da Ferrari, o carro espera ajudar a equipe a se redimir da decepcionante temporada de 2014, quando o modelo C33 se tornou o primeiro produzido por uma equipe suíça a não somar um único ponto ao longo de toda uma temporada.

Com o apoio do Banco do Brasil, patrocinador de Nasr que está estampado nas laterais do carro, o modelo traz também muitos espaços vazios, sem a presença de patrocinadores, fato que evidencia ainda mais as cores do banco brasileiro e o próprio nome da marca nacional. Curiosamente, as cores azul e amarela também são as do país do sueco Marcus Ericsson, companheiro de equipe de Nasr nesta temporada da F1.

No processo de desenvolvimento do seu novo carro, a Sauber focou três áreas principais: desempenho nas curvas de baixa, redução do peso e estabilidade nas frenagens. Com um bico acentuadamente mais baixo, tendência dos novos carros da F1 em razão do novo regulamento técnico da categoria, o modelo também apresenta extremidades traseiras menos volumosas e um radiador com layout revisado, entre outras modificações menores.

No ano passado, o carro da Sauber era predominantemente cinza, mas a equipe espera mostrar que o novo carro não é apenas visualmente mais bonito do que o modelo de 2014. "O ano de 2014 foi muito decepcionante. No entanto, está no passado e o foco agora é o que vem a seguir. Aprendemos as lições e estamos confiantes para a nova temporada. Precisamos evoluir e ser capazes de lutar por pontos", ressaltou Monisha Kaltenborn, chefe da escuderia baseada em Hinwill.

O novo carro da Sauber irá para a pista pela primeira vez neste domingo, primeiro dia de testes coletivos de pré-temporada da F1, em Jerez de la Frontera, na Espanha. Ericsson será o primeiro a guiá-lo, antes de Nasr assumir o cockpit na segunda e na terça-feira, para em seguida o sueco fechar os treinos na quarta.