Numa prova com final emocionante, valeu a experiência do italiano Valentino Rossi, que venceu neste domingo a etapa do Catar, no circuito de Doha, que abriu a temporada 2015 da MotoGP, demonstrando que tem condições de lutar pelo seu décimo título mundial.

Depois de largar em oitavo lugar e cair para décimo, o veterano de 36 anos, da Yamaha, fez uma corrida de recuperação. Nas últimas voltas, travou um grande duelo contra o compatriota Andrea Dovizioso, da Ducati. Enquanto a Yamaha abria vantagem nas curvas, a Ducatti tirava a diferença nas retas. Na volta final, Rossi segurou a pressão do rival e cruzou a linha de chegada com meia moto de vantagem.

O também italiano Andrea Iannone, da Ducati, completou o pódio e colocou fim a um tabu. Nos últimos 12 anos sempre houve pelo menos um piloto espanhol entre os três primeiros colocados. Desta vez, o país foi representado apenas na quarta posição, com Jorge Lorenzo, da Yamaha. Ele também chegou a se revezar na liderança durante boa parte da prova, mas perdeu força na parte final.

O espanhol Marc Marquez, da Honda, campeão da última temporada, cometeu um erro durante a prova de abertura do campeonato, saindo da pista, chegou a cair para a última colocação, mas se recuperou e terminou em quinto lugar, seguido pelos companheiros de equipe Dani Pedrosa e Cal Crutchlow em sexto e sétimo lugares, respectivamente.

A oitava e a nona colocação ficaram com de Bradley Smith e Pol Espargaro. O colombiano Yonny Hernandez fechou a lista dos dez primeiros da prova de abertura da temporada 2015 da MotoGP.

A próxima etapa do campeonato será disputada em 12 de abril, com a realização da etapa das Américas em Austin, nos Estados Unidos.