A mudança no comando técnico, ao que parece, pode ter feito bem para o América. No primeiro compromisso após a saída de Moacir Júnior, ainda com o interino Cláudio Prates (que passará o comando a Givanildo Oliveira), o time mineiro derrotou o Vila Nova por 1 a 0, em Goiânia, reagindo depois de cinco rodadas sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro.

A situação, no entanto, ainda é complicada. Punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) com a perda de 21 pontos pela escalação irregular do lateral esquerdo Eduardo, o América passou a brigar na parte de baixo de tabela e, mesmo com o triunfo deste tarde, não deixa o último lugar, com 15 pontos. O Vila, vice-lanterna, fica dois acima.

A próxima rodada será toda disputada na terça-feira. O Vila Nova joga novamente em casa, desta vez contra a Ponte Preta, ao passo que o América-MG visita o Joinville.

Neste sábado, apesar de o placar ter sido inaugurado apenas no segundo tempo, as duas equipes tiveram oportunidades antes do intervalo. A primeira delas foi do Vila Nova, quando Paulinho aproveitou bobeada da defesa dentro da área e, do bico da pequena área, chutou forte no peito do goleiro João Ricardo.

Depois disso, o time mineiro teve todas as principais chances da primeira etapa. Aos 11 minutos, após cobrança de falta esquisita de Raul, a bola pingou no meio da área e, sem ser desviada, quase surpreendeu Cléber Alves. O goleiro precisou trabalhar novamente nove minutos mais tarde, quando fez difícil defesa em outra finalização de Raul de longa distância.

A terceira jogada de perigo do América saiu aos 27 minutos. Renan invadiu a área em velocidade pelo lado esquerdo e cruzou à meia altura. A bola atravessou toda a área, na frente de João Ricardo, e chegou até a segunda trave, onde Gilson completou muito mal, isolando a bola por cima do gol. Em jogada semelhante, aos 40, Obina se esticou e concluiu para fora.

A equipe de Belo Horizonte só conseguiu balançar a rede ao ter pênalti marcado a seu favor, aos 16 minutos da segunda etapa. Obina bateu no centro do gol e vazou Cléber Alves, que já havia caído para o canto direito. Gol suficiente para assegurar a recuperação americana.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA-GO 0 X 1 AMÉRICA

VILA NOVA-GO
: Cléber Alves; Léo Rodrigues, Gabriel, Vítor e Christiano; Leonardo (Gustavinho), Radamés, Felipe Macena e Paulinho (Lucas Sotero); Júnior Xuxa e Jheimy. Técnico: Christian Lauria

AMÉRICA: João Ricardo; Adalberto, André, Vitor Hugo e Raul; Pablo, Thiago Santos, Gilson (Magrão) e Renan Oliveira (Mancini); Willians e Obina (Ricardinho). Técnico: Cláudio Prates (interino)

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)

Assistentes: Luciano Benevides de Souza (DF) e Edmilson da Silva Rodrigues

Cartões amarelos: Léo Rodrigues, Vítor e Christiano (Vila Nova); Vitor Hugo, Willians e Obina (América)

Gol: AMÉRICA: Obina, aos 16 minutos do segundo tempo