Está perto, muito perto! Depois de 50 anos, o Atlético está a um passo de comemorar o título do Campeonato Brasileiro. Entretanto, se a matemática ainda não crava a taça para o Galo, o torcedor e o time alvinegro já comemoram a conquista. 

O grito de campeão, entalado na garganta há tanto tempo, que, por zelo, estava contido pelos atleticanos há várias rodadas, mesmo com a proximidade do título, foi entoado a plenos pulmões neste domingo (28).

Antes mesmo do apito final, a Massa entoou “é campeão!” de forma uníssona, sacudindo o Mineirão.
 
Os 2 a 1 sobre o Fluminense de virada, conquistado de forma tensa e dramática, deram um sabor ainda mais agradável aos quase 60 mil que compareceram ao principal palco do futebol mineiro, neste domingo. 


Festa

Quando a bola parou de rolar, jogadores e comissão técnica se juntaram à festa promovida nas arquibancadas. O técnico Cuca, um dos mais festejados pela torcida, puxou a fila de jogadores. De mãos dadas, foram saudar o torcedor e vibrar com o momento que o clube atravessa. A cena vista foi uma espécie de volta olímpica, mas sem o troféu. 

Hulk, autor dos dois gols do triunfo alvinegro, foi ovacionado pela torcida. Em sinal de agradecimento, desfilou por todo o gramado com uma bandeira do Galo nas costas, levantando novamente o público.

Os números ainda não permitem cravar o título, mas o Galo já celebra essa vindoura conquista . O grito de bicampeão nas arquibancadas e a festa feita pelos jogadores em campo mostram isso.