A rivalidade no vôlei feminino brasileiro, felizmente, se limita às quadras. Não é incomum ver atletas que enfrentam ex-clubes saudando velhos conhecidos e atendendo, com carinho, aos torcedores que agora estão do outro lado.

Pois a final da Superliga Feminina 2018/2019 entre Itambé/Minas e Dentil/ Praia Clube traz uma situação curiosa envolvendo a equipe uberlandense, que vai em busca do bicampeonato da competição. Nada menos que quatro jogadoras e o técnico Paulo Coco defenderam o adversário e guardam boas lembranças dos tempos da Rua da Bahia.

O principal exemplo é o da central Fabiana, que chamava a atenção nos tempos de juvenil não só pelo talento acima da média, mas também pela força de vontade demonstrada para sair todos os dias de Santa Luzia, onde nasceu, rumo a Belo Horizonte (em várias conduções).

Com 17 anos, ela integrou a última equipe do Minas campeã da Superliga (em 2002), antes de uma carreira de sucesso que a levaria às duas medalhas olímpicas, entre outras conquistas. A experiente atleta hoje tem 34 anos.

Outra que passou pelo clube da capital em começo de trajetória para fazer bonito foi Fernanda Garay. A ponteira gaúcha defendeu o MTC entre 2004 e 2008 – em 2012, ficaria com a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres. Quem também treinou e competiu em BH foi a ponteira carioca Michelle Pavão, na temporada 2010/2011, antes de suas três passagens pelo Praia.

Mais recente foi a passagem da ponteira catarinense Rosamaria, que se transformou em um dos principais nomes do Minas nas últimas temporadas (foi contratada em 2015, depois de se destacar nas seleções brasileiras de base) e se transferiu para a equipe uberlandense ao fim da última edição da Superliga Feminina.

O mesmo acontece com o pernambucano Paulo do Rego Barros, mais conhecido pelo apelido. Nos dois anos em que comandou o Minas, conseguiu um quinto e um terceiro lugares na principal competição do vôlei brasileiro, além do vice na Copa Brasil de 2017.

Em Uberlândia, ele chegou com a missão de finalmente concretizar o potencial de um time que vinha batendo na trave, o que conseguiu com a emocionante vitória sobre o Sesc-RJ, de Bernardinho, que tentará agora repetir diante do grupo com várias ex-comandadas, hoje treinadas pelo italiano Stefano Lavarini.

Ingressos

Com preços de R$ 40 (arquibancada) e R$ 60 (cadeira), com meia-entrada para os dois setores, os ingressos para o primeiro jogo da melhor de três, domingo, no Mineirinho, estão à venda no site www.eventim.com.br, nas unidades I e II do Minas e no Shopping 5ª Avenida, na Savassi.