O goleiro Rafael e o Cruzeiro participam de audiência na tarde desta sexta-feira (14), na 19ª Vara da Justiça do Trabalho, em Belo Horizonte. 

A sessão teve início às 14h45, e a expectativa é de que dure por volta de duas horas. 

O jogador está acompanhado do advogado João Chiminazzo, que o representou na audiência, além do seu pai e do seu irmão, que também compareceram ao fórum.

a

Já a Raposa está representada pela advogada Fernanda Saad. O time estrelado não enviou nenhum representante do departamento de futebol. Segundo Fernanda, a ausência se dá em função da viagem de volta da equipe celeste, que empatou em 2 a 2 com o São Raimundo-RR, na última quarta, em Boa Vista. 

Pedido do rival 

Quem está de olho no desfecho da audiência, que pode selar o fim da passagem de Rafael pelo Cruzeiro, é o Atlético. 

O Galo monitora a situação do jogador e deve intensificar as tratativas com o goleiro, caso ele esteja desvinculado da Raposa. 

Se depender da vontade dos atleticanos, Rafael pode atravessar a Lagoa da Pampulha sem preocupações. 

Enquanto aguardava o início da audiência, Rafael foi abordado por advogado que participará de outra audiência. Torcedor do Atlético, ele pediu uma foto com o jogador e afirmou que está torcendo para o acerto do jogador com o Galo. 

A manifestação do advogado vai ao encontro da manifestação de vários torcedores nas redes sociais, que passaram a pedir a contratação de Rafael, desde que a diretoria alvinegra revelou que está em busca de um goleiro para repor a saída de Cleiton, negociado com o Red Bull Bragantino. 

Discreto, Rafael agradeceu os elogios.

Imbróglio 

No dia 24 de janeiro, o Cruzeiro confirmou que Rafael havia entrado na Justiça contra o clube cobrando salários atrasados, o depósito do FGTS e o pagamento das férias. 

Na ocasião, a Raposa afirmou que tanto a instituição, quanto o goleiro foram pegos de surpresa com a ação proposta. 

Rafael se manifestou no mesmo dia, afirmando que a intenção não era prejudicar o clube e que tentaria um acordo com a Raposa. 

Entretanto, apesar das tratativas entre as partes, a ação não foi retirada e um acordo que incluiria um parcelamento da dívida do Cruzeiro com o jogador e a liberação imediata do vínculo do atleta, vem sendo costurado e pode ter um desfecho nesta sexta. 

Aos 30 anos, Rafael foi alçado ao time principal da Raposa em 2008.

Pela equipe celeste, disputou 112 jogos e conquistou dez títulos: Campeonato Brasileiro (2013 e 2014), Copa do Brasil (2017 e 2018) e do Campeonato Mineiro (2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019)