Com possíveis novidades no meio-campo e no ataque, o Bahia recebe o Botafogo nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time baiano vem de uma derrota por 2 a 1 para o Corinthians, sofrida no último sábado, em São Paulo, após ficar nove partidas invicto, e agora tenta voltar a vencer para se reaproximar do pelotão dos seis primeiros colocados.

O técnico Roger Machado preferiu fazer mistério e não confirmou o time titular que pretende mandar a campo. A tendência é que a base das últimas rodadas seja mantida, mas o treinador pode promover algumas novidades. A principal disputa acontece no meio de campo, com Guerra podendo retomar a posição que vinha sendo ocupada por Ronaldo, o que tornaria o time mais ofensivo.

Além disso, Élber e Lucca disputam uma das vagas no ataque para atuarem ao lado de Artur e Gilberto. No mais, o time deve ser o mesmo que foi derrotado pelo Corinthians por 2 a 1 no último sábado, em São Paulo.

Nesta terça-feira, antes do último treinamento visando a partida contra o Botafogo, Élber concedeu entrevista coletiva, na qual garantiu não saber se será escalado como titular ou se Lucca começará o jogo entre os 11 escolhidos por Roger. "Acho que não, acho que é mais para falar do último jogo. Estou fazendo o meu trabalho como todos estão fazendo. Acho que, independentemente de quem o professor Roger colocar em campo, a gente vai estar pronto para fazer o melhor e voltar a vencer no campeonato para estar mais perto das primeiras colocações", afirmou.

O atleta também exibiu otimismo ao projetar a campanha do Bahia no segundo turno do Brasileirão, depois de o primeiro ter sido o melhor já realizado pelo clube na era dos pontos corridos da competição, aberta em 2003. "Espero que a gente possa fazer o melhor segundo turno da história do Bahia também... Esperamos que a gente possa conseguir mais triunfos fora de casa e consequentemente colocar o Bahia lá em cima", disse o atacante.

Leia mais:

Prováveis escalações, dúvidas e desfalques de Ceará e Cruzeiro pela 21ª rodada do Brasileirão

Problema de 2018, solução em 2019: destino do Galo passa pela Copa Sul-Americana