O Miami Heat não terá um de seus principais jogadores para o restante desta temporada da NBA. A franquia anunciou que Chris Bosh foi diagnosticado com coágulos de sangue em um dos pulmões e foi cortado do elenco para se tratar da doença.

O ala/pivô vinha sentindo dores na costela e nas costas há alguns dias e foi aconselhado pela mulher a verificar o que era o problema. Uma das hipóteses é que o coágulo tenha saído da perna e se realojado no pulmão. Depois da constatação, o jogador foi internado em um hospital da região de Miami.

Caso Bosh não tivesse um diagnóstico rápido, os coágulos poderiam ter matado o atleta. Situação semelhante ocorreu há uma semana com Jerome Kersey, ala que atuou por San Antonio Spurs e Los Angeles Lakers na década de 1990, que faleceu devido à mesma doença de Bosh há uma semana. A diferença é que Kersey não teve nenhum sintoma que denunciasse o problema.

A tenista número um do mundo Serena Williams também sofreu de coágulos no pulmão em 2011 e ficou meses afastadas das quadras até que estivesse totalmente curada.

Bosh está no Miami Heat desde 2010, quando foi contratado do Toronto Raptors. Junto com ele, LeBron James foi adquirido do Cleveland Cavaliers. Ao lado de Dwyane Wade, o trio levou o Heat a quatro finais seguidas e a dois títulos da NBA.

Nesta temporada, Chris Bosh esteve em quadra para 44 partidas, teve média de 21,1 pontos por jogo e 46% de aproveitamento dos arremessos tentados. O Heat é atualmente o sétimo colocado na Conferência Leste com 23 vitórias e 31 derrotas.