Em uma final que promete ser empolgante, Argentina e Espanha se enfrentam neste domingo, às 9h (horário de Brasília), na Wukesong Sport Arena, em Pequim, na luta pelo título do Mundial de Basquete Masculino. O jogo terá transmissão do canal SporTV 2.

Argentinos e espanhóis buscam o segundo título na história da competição. A Argentina foi campeã em 1950 ao bater os Estados Unidos na decisão, no torneio disputado em Buenos Aires. A Espanha levantou o troféu em 2006, no Japão, em uma final diante da Grécia.

Pelo lado argentino, Luis Scola, 39 anos e único remanescente do ouro olímpico de 2004, lidera uma renovada seleção em uma campanha surpreendente, derrubando favoritas como Sérvia e França. O pivô registra médias de 19,3 pontos e 8,1 rebotes.

Destaque também para o armador Facundo Campazzo, que coincidentemente atua no Real Madrid, da Espanha. "Significa muito o que conquistamos. Não tomamos dimensão do que alcançamos. Estamos gostando e aprendendo. A inconsciência nos ajuda nessa situação. E buscamos mais: queremos o título", avisou Campazzo.

Os espanhóis foram se acertando durante o torneio na China e chegam confiantes para disputar o título após passar pela forte Austrália na semifinal em um jogo com duas prorrogações.

O armador Ricky Rubio, que vai defender o Phoenix Suns na próxima temporada da NBA, conduziu o time espanhol até aqui, com 15,9 pontos e 6,4 assistências de média. Marc Gasol, campeão da NBA pelo Toronto Raptors, dá segurança na tábua defensiva, em uma equipe bastante experiente.

Os espanhóis vão entrar em quadra com quatro jogadores que atuam na NBA - Guillermo Hernangómez e Juancho Hernangómez, além de Rubio e Gasol. A Argentina não tem nenhum atleta em seu plantel que joga na maior liga de basquete do mundo.

Na história dos Mundiais, argentinos e espanhóis se enfrentam em sete oportunidades, com cinco vitórias da Espanha. O último encontro foi em 12 de setembro de 2010, com triunfo da Argentina por 86 a 81.