Após vencer o Sampaio Corrêa por 1 a 0 , na última rodada, e encerrar uma sequencia de quatro partidas sem vitória na Série B, o Cruzeiro volta o foco para o Oeste, próximo adversário no campeonato.

Para o duelo com o time paulista, lanterna do torneio, que será realizado na próxima quarta-feira (13), às 21h30, no Independência, o técnico Felipão vai ter mexer na equipe que iniciou jogando em São Luis.

Uma alteração pode ser considerada positiva. Um dos principais jogadores da Raposa na competição, o zagueiro Manoel volta a ficar à disposição, após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

A tendência é de que o defensor volte ao time titular na vaga de Cacá, voltando a formar a dupla de zaga com Ramon.

Baixas no ataque

Se ganhou um importante reforço na defesa, o experiente comandante do time celeste vai ter duas baixas no setor ofensivo para o confronto de quarta.

Expulsos diante do Bolívia Querida, o atacante William Pottker e o meia-atacante Giovanni, este quando já estava no banco de reservas, vão desfalcar a Raposa diante do Oeste.

Para o lugar de Pottker, Felipão pode escalar os pontas Welinton e Athur Caíke, ou até mesmo Marcelo Moreno, o que faria com que Rafael Sóbis fosse deslocado para a beirada do campo.

O jovem Stênio, que foi relacionado contra o Sampaio, após um longo período afastado por lesão, e os centroavantes Sassá e Thiago, correm por fora por uma vaga no time, mas sendo menos cotados.

Dúvida no meio

Para o lugar de Giovanni, titular nos dois últimos jogos,  Luiz Felipe Scolari tem menos opções.

Se desejar manter a mesma estrutura, Scolari pode dar uma oportunidade ao meia-atacante Claudinho, que ainda busca se afirmar no time, após ter disputado 12 partidas com a camisa celeste.

Outro meia de ofício do elenco era Régis, que deixou a Raposa no final de dezembro, após não ter o empréstimo junto ao Bahia renovado.

Outra opção do treinador é pela volta do esquema com três volantes. Nesse caso, Jadsom Silva e Jadson são os mais cotados para formar a trinca no meio ao lado de Adriano e Filipe Machado, que atuaria mais avançado nessa formação.

Com remotas chances de acesso e de rebaixamento, a equipe celeste ocupa a 11ª colocação, com 44 pontos. 

O Oeste, por sua vez, soma apenas 23 pontos, na última posição na tabela, podendo ter o rebaixamento confirmado já na próxima rodada.