Weverton, Cacá, Edu, Adriano, Ederson, Maurício, Vinícius Popó. É bom o torcedor cruzeirense se familiarizar com estes jogadores que surgem como opções para o segundo semestre que promete ser intenso para a Raposa.

Com atletas de saída (Murilo, Lucas Silva e Raniel) e lesionados (Orejuela e Edílson), além de um calendário recheado de jogos e das dificuldades de contratações por causa da situação econômica do clube, os pratas da casa devem aparecer com mais frequência na lista de relacionados do técnico Mano Menezes para as partidas deste segundo semestre.

Dos atletas recém-promovidos para o time principal, apenas Vinícius Popó teve oportunidade de entrar em campo neste ano. O atacante, considerado uma das joias da base cruzeirense, entrou em campo em três partidas do Campeonato Mineiro. Com a negociação de Raniel com o São Paulo, o garoto de 18 anos deve ganhar mais oportunidades de ficar, pelo menos, no banco de reservas.

Outro jogador que pode ter chances com Mano Menezes é o zagueiro Cacá. Com a venda de Murilo para o Lokomotiv Moscou, da Rússia, o prata da casa se transformou na quarta opção para a zaga – atrás de Dedé, Léo e Fabrício Bruno. No ano passado, o jovem de 19 anos entrou em campo duas vezes pelo time principal.

O volante Ederson, de 19 anos, é o mais “experiente” entre os jogadores da base que foram vice-campeões da Copa do Brasil Sub-20 em maio. O atleta tem cinco aparições no profissional – todas no ano passado.

Com a saída de Lucas Silva, Ederson sobe um degrau na lista de volantes do Cruzeiro.

Lateral da “caneta”

O lateral Weverton, de 20 anos, que foi contratado junto ao Figueirense em março deste ano, ganhou notoriedade no mês passado após uma “caneta” em Neymar na Granja Comary. O jovem estava completando os treinos da Seleção, que se preparava para a Copa América.

Com Edilson e Orejuela no departamento médico, o alagoano foi relacionado nos três últimos jogos do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro antes da parada para a Copa América. Isso aconteceu nas partids contra São Paulo, Corinthians e Fortaleza.

Zagueiros

Nesta década, o Cruzeiro revelou zagueiros que renderam aproximadamente R$ 34 milhões aos cofres do clube. Em 2014, com a venda de Wallace ao Braga, de Portugal, a Raposa faturou R$ 18 milhões por 60% dos direitos econômicos do atleta.

Com a transferência de Bruno Viana ao Oympiacos, da Grécia, em 2016, o Cruzeiro embolsou cerca de R$ 5 milhões.

Por último, a negociação de Murilo para o Locomotiv Moscou, da Rússia, rendeu aproximadamente R$11 milhões ao time celeste.

Arte base Cruzeiro