Adivinhar o placar do duelo entre América x Villa Nova, marcado para às 19h desta quarta-feira (24), no Independência, é missão para videntes e sortudos. Contudo, se analisarmos os resultados das últimas dez edições do Campeonato Mineiro, desde que o Coelho retornou à elite do Estadual, o número de empates sobressai no confronto entre alviverdes e alvirrubros. 

Desde 2009, a igualdade no marcador apareceu em seis oportunidades, sendo o empate em 1 a 1 o placar mais visto (2009/14/17 e 18). Em 2015, as duas equipes não balançaram a rede; em 2011, o jogo, último da primeira fase, terminou 2 a 2 em Nova Lima.

Porém, se houver um vencedor nesta noite, no Horto, a chance maior é dos donos da casa; obviamente, considerando-se o retrospecto recente. Em 2010, 2012 e 2016, o Coelho não deu chances ao Leão e saiu vencedor; curiosamente, sempre com o placar de 2 a 1.

No período considerado, o Leão do Bonfim conquistou apenas um triunfo sobre a equipe da capital, adversária nesta quinta-feira em jogo válido pela segunda rodada do Mineiro. Em 2013, os novalimenses venceram em casa por 2 a 0.

Primeira vitória

Quando a bola rolar na Arena Independência, os comandados de Givanildo Oliveira e Fred Pacheco lutarão pela primeira vitória na competição.

Mandante da partida, o América vem de empate fora de casa e procura o primeiro triunfo na temporada no reencontro com o torcedor. Na estreia, o time da capital suou para arrancar um empate por 1 a 1 com a Caldense, em Poços de Caldas.

O Villa, por sua vez, vive momento conturbado nos bastidores e também dentro das quatro linhas. Goleado em casa pelo Tupynambás, pelo elástico placar de 5 a 1, o segundo clube mais antigo do Módulo I tenta se recompor para não se complicar ainda mais no Estadual.

Apesar de ter mantido Fred Pacheco no comando, um novo revés pode colocar a cabeça do treinador a prêmio. Rodrigo Santana, técnico do Sub-20 do Atlético, chegou a ser consultado por pessoas do Leão logo após o desastre na primeira rodada.

“Até comentávamos entre nós que ficamos surpresos com o resultado do Villa. Não pela vitória do Tupynambás, mas pela maneira que foi. Sabemos que cada jogo é uma história e estaremos preparados para o nosso. O Villa é uma equipe de tradição, que virá querendo honrar sua camisa e buscar um bom resultado”, comentou Fernando Leal, novo camisa 1 do América.

Os bilhetes para a torcida visitante serão disponibilizados hoje, no local da partida, a R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia). Os villanovenses entrarão pelo portão 10, na Ismênia Tunes.

Ficha Técnica:
América x Villa Nova

América: Fernando Leal; Leandro Silva, Jussani, Messias e João Paulo; Zé Ricardo e Juninho; Matheusinho, Marcelo Toscano e Neto Berola; Júnior Viçosa.
Técnico: Givanildo Oliveira

Villa Nova: Georgemy; Gabriel, Rafael Vitor e Danillo Ribeiro; Eurico, Ramires e Luiz Fernando, Diney, Elias e Bruno Cantanhede.
Técnico: Fred Pacheco

HORÁRIO: 19H LOCAL: INDEPENDÊNCIA

ARBITRAGEM: FELIPE FERNANDES DE LIMA, AUXILIADO POR LUIZ ANTÔNIO BARBOSA E PABLO ALMEIDA COSTA, TODOS DA FEDERAÇÃO MINEIRA DE FUTEBOL (FMF)

TRANSMISSÃO: PREMIERE