Rio Claro e Botafogo empataram sem gols, na manhã deste domingo, no estádio Schimitão, na cidade de Rio Claro, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O resultado deve ser lamentado pelo time da casa que atuou desde os 25 minutos do primeiro tempo com um jogador a mais e ainda desperdiçou um pênalti.

O placar justo deixou o Rio Claro com oito pontos, em terceiro lugar do Grupo D, enquanto o Botafogo soma sete pontos, em quarto lugar do Grupo A, mas em 15.º lugar no geral, abrindo a zona de rebaixamento - neste ano caem seis times. O time de Ribeirão Preto foi dirigido de forma interina por Toninho Cajuru, depois da saída de Marcelo Veiga no meio da semana.

O primeiro tempo teve muitos passes errados e poucas chances de gol. O lance de mais perigo foi do time de Ribeirão Preto. Aos 19 minutos, Mirita cobrou falta, o goleiro Lucas Frigeri espalmou e no rebote Serginho não conseguiu completar.

Ainda no primeiro tempo, o Botafogo teve o atacante Serginho expulso. O árbitro Raphael Claus viu agressão do jogador no adversário. Isso animou o Rio Claro, que aumentou as investidas, mas ainda assim não conseguiu traduzir em bola na rede.

No segundo tempo a partida seguiu com baixo nível técnico, apesar da superioridade do Rio Claro diante do Botafogo. Aos 21 minutos, a equipe da casa teve a melhor chance do jogo. Rodrigo Thiesen derrubou João Paulo na área e o árbitro marcou pênalti. Léo Costa foi para a cobrança e Neneca defendeu.

Depois disso, com um jogador a menos, o Botafogo só se defendeu. O Rio Claro não mostrou qualidade e eficiência para chegar com perigo na frente de Neneca.

O Rio Claro volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Linense, às 18h30, novamente em casa. Enquanto o Botafogo recebe o Mogi Mirim no sábado, às 16 horas, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

FICHA TÉCNICA:

RIO CLARO 0 X 0 BOTAFOGO

RIO CLARO - Lucas Frigeri; Odair Lucas, João Gabriel, Elsinho e Felipe Saturnino (Cleitinho); Jean Patrick, Léo Costa, Thiago Cristian e Romarinho; Lucas Xavier (Joãozinho) e André Mascena (Índio). Técnico - Sérgio Guedes.

BOTAFOGO - Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Jussandro (Augusto Ramos); Rodrigo Thiesen, Diego Pituca, Allan Dias e Felipe Nunes (Samuel Santos); Serginho e Diogo Campos (Carlos Alberto). Técnico - Toninho Cajuru (interino).

ÁRBITRO - Raphael Claus
CARTÕES AMARELOS - Jean Patrick e Odair Lucas (Rio Claro); Daniel Borges (Botafogo)
CARTÃO VERMELHO - Serginho (Botafogo)
RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis
LOCAL - Estádio Dr. Augusto Schimidt Filho, em Rio Claro (SP).