O Cruzeiro lutou bastante e, mesmo atuando com um atleta a menos a partir dos 28 minutos do primeiro tempo, após expulsão do zagueiro Weverton, segurava um empate valioso, em 1 a 1, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. Até os 39 da etapa complementar, quando o Operário-PR, por meio de um chute de longe de Djalma Silva – e uma falha (ou azar) do goleiro Fábio –, chegou à vitória por 2 a 1.

Antes disso, Paulo Sérgio havia aberto o placar para os paranaenses, e Felipe Augusto tinha deixado tudo igual, neste primeiro revés do time estrelado sob a tutela de Mozart.

A Raposa, que reclamou bastante da arbitragem ao longo do duelo, segue estacionada com quatro pontos e caiu para a 17° colocação, na zona de rebaixamento.

O próximo desafio será na quinta-feira (24), às 21h30, no Mineirão, diante do Vasco, pela sexta rodada.

O jogo

Sem Brock, vetado por conta de uma lesão na coxa esquerda, Mozart optou por uma formação com três zagueiros: Ramon, Paulo e Weverton. Este último não teve uma noite feliz. Quando o Cruzeiro apresentava um futebol superior ao adversário, o jovem atleta formado na base celeste recebeu o vermelho aos 28 minutos, devido a uma entrada imprudente, com os dois pés, em Leandro Vilela.

Três minutos depois, o Operário abriu o placar. Após cobrança de falta, Pedro Ken acertou a trave. No rebote, Paulo Sérgio, estreante no time paranaense, aplicou uma bicicleta para marcar um golaço.

Mesmo com um atleta a menos, a Raposa se mandou ao ataque em busca do empate. E foi premiada! Bruno José arriscou da entrada da área, a bola tocou na defesa adversária, e Felipe Augusto aproveitou o rebote para deixar tudo igual, aos 43. 

No segundo tempo, Mozart promoveu modificações na equipe, preenchendo mais a linha defensiva e o meio de campo. A estratégia era evidente: segurar o empate, por ter um atleta a menos no gramado. Não deu certo: o Operário chegou ao gol da vitória, com Djalma Silva, em chute de longe e falha de Fábio.

A FICHA DO JOGO

OPERÁRIO 2
Thiago Braga; Alex Silva, Reniê, Rodolfo e Djalma Silva; Leandro Vilela (Fábio Alemão), Pedro Ken (Thomaz), Jean Carlo (Leandrinho) e Tomas Bastos; Rodrigo Pimpão (Rafael Oller) e Paulo Sérgio (Schumacher). Técnico: Matheus Costa

CRUZEIRO 1
Fábio; Ramon, Weverton e Paulo; Rômulo, Matheus Barbosa (Adriano), Marcinho (Joseph), Giovanni (Ariel Cabral), Bruno José (Jadson) e Felipe Augusto; Rafael Sóbis (Airton). Técnico: Mozart

DATA: 19 de junho de 2021 (sábado)
LOCAL: Germano Krüger
CIDADE: Ponta Grossa (PR)
MOTIVO: 5ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Paulo Henrique Schleich Vollkopf, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Cicero Alessandro de Souza, todos do Mato Grosso do Sul
CARTÕES AMARELOS: Leandro Vilela, Reniê, Fábio Alemão (Operário); Felipe Augusto (Cruzeiro)
CARTÃO VERMELHO: Weverton (Cruzeiro)
GOLS: Paulo Sérgio aos 31 minutos e Felipe Augusto aos 43 do primeiro tempo; Djalma Silva aos 39 do segundo tempo

Cruzeiro