A contagem regressiva está perto do fim. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, no último sábado (2), o América deu um mais um grande passo para concretizar o acesso à Série A do Brasileirão.

Com os 63 pontos alcançados com o triunfo em Campinas, o Coelho abriu doze pontos para o Cuiabá, quinto colocado, restando seis jogos para o fim da Série B.

A grande margem, inclusive, faz com que o site Probabilidades do Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da UFMG, já crave o retorno do Alviverde à elite do futebol nacional.

De acordo com as projeções do portal, as chances de o América estar na Série A na próxima temporada são de 100%.

Um dos responsáveis pelo Departamento de Matemática da UFMG, o professor Gilcione Nonato da Costa afirmou que a pontuação atual garante o Coelho na primeira divisão nacional.

"Sim, podemos cravar o acesso do América. Mesmo que aconteça uma reviravolta, com o Cuiabá e o CSA (4º colocado) vencendo todos os jogos, com o Juventude fazendo o máximo de pontos, a Chape mais oito pontos, e o América perdendo todos os jogos, mesmo com todos esses fatos juntos, a chance de o América não subir é menor do que 0,00005%", disse o professor.

Para deixar ainda mais claro, Gilcione explicou ainda que, quando as chances chegam a esse percentual, elas são aproximadas para zero.

Já vendo a conquista do objetivo muito perto, os jogadores e a comissão técnica do Coelho, inclsuive, comemoram muito, invadindo o campo, após o encerramento do duelo no Brinco de Ouro da Princesa.

Título

Com o triunfo sobre o Bugre, o América assumiu momentaneamente a liderança da Série B, um ponto à frente da Chapecoense, que tem um jogo a menos.

Para manter a ponta da tabela, o Coelho torce para que o time catarinense não vença o Brasil-RS, neste domingo, às 16h, na Arena Condá.

No momento, o Probabilidades no Futebol estima que a equipe comandada pelo técnico Lisca tem 50,1% de chances de título, contra 49,9% da Chape.

Caso termine a disputa na primeira colocação, o América será o primeiro time tricampeão da Série B, repetindo os feitos de 1997 e 2017, quando levantou a taça do torneio.