A competição internacional que o Atlético disputou em 2020 foi a Copa Sul-Americana e o clube caiu ainda na primeira fase, diante do modesto Unión de Santa Fé, da Argentina. A mudança de rota logo depois dessa eliminação, faz agora com que o torcedor atleticano passe a acompanhar a Libertadores, e a torcer para que os clubes brasileiros tenham vida longa na competição.

A situação é provocada pelos dois objetivos que o Atlético passou a ter em 2020: ser campeão brasileiro ou, pelo menos, assegurar uma vaga na fase de grupos da Libertadores do ano que vem.

Eduardo Coudet técnico Internacional

Líder do Campeonato Brasileiro, o Internacional, do técnico Eduardo Coudet, volta a disputar a Copa Libertadores nesta quarta-feira, quando recebe o América de Cali, da Colômbia, no Beira-Rio

As duas metas surgiram após a troca no comando técnico, com a saída do venezuelano Rafael Dudamel, e a chegada do argentino Jorge Sampaoli, que teve o grupo de jogadores bem reforçado.

Como os principais concorrentes do Galo no Brasileirão estão também na Libertadores, o clube pode lucrar de duas maneiras com isso. Quanto mais longe eles forem, maior será o desgaste físico. E isso numa temporada anormal, por causa da pandemia pelo novo coronavírus.

Além disso, se um brasileiro vence a Libertadores neste ano, a Série A passa a dar uma vaga a mais na fase de grupos da edição do torneio em 2021.

Jogos

O primeiro time a contar com a torcida atleticana será o Santos, que nesta terça-feira (15) recebe o Olimpia, do Paraguai, às 21h30, na Vila Belmiro. O Peixe é 7º colocado no Brasileirão.

Nesta quarta-feira (16), o Palmeiras, que é quarto na Série A, encara o Bolívar, da Bolívia, às 21h30, nos 3.600 metros de altitude de La Paz. Mais cedo, às 19h15, o líder Internacional recebe o América, da Colômbia, no Beira-Rio.

Na quinta-feira (17), o São Paulo, que está em terceiro no Campeonato Brasileiro, faz o principal jogo da semana recebendo o River Plate, da Argentina, às 19h, no Morumbi. O Flamengo, que é quinto, disputa em Quito, com o Independiente Del Valle, a liderança do grupo que tem os dois com 100% de aproveitamento.

A confiança no time de Sampaoli é grande por parte da Massa. Mas qualquer ajuda é sempre bem-vinda na busca pelo fim do jejum de 49 anos sem ganhar o Brasileirão.