A vitória por 1 a 0 do Cruzeiro sobre o Corinthians, na partida de ida da decisão da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, teve a maior renda do clube na temporada (R$ 4.169.226,50), mas os 46.308 não decretaram o recorde de pagantes da temporada, pois o empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, da Argentina, no último dia 4 de outubro, pelas quartas de final da Copa Libertadores, teve 48.925 torcedores pagando ingresso.

Numa comparação com a decisão do ano passado, quando o Cruzeiro encarou o Flamengo, os números deste ano são bem mais modestos. São quase dez mil pagantes a menos e uma renda que foi quase a metade dos R$ 7.881.058,00 arrecadados em 27 de setembro de 2017.

É verdade que a partida do ano passado foi a de volta e definiria o campeão, o que não acontece agora, pois Cruzeiro e Corinthians voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (17), às 21h45, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Na final do ano passado, cada torcedor pagou, em média, cerca de R$ 140 para ver o Cruzeiro chegar ao pentacampeonato da Copa do Brasil nos pênaltis.
Na partida desta quarta-feira, contra o Corinthians, o tíquete médio foi de R$ 90.

No total, o Cruzeiro soma 469.506 pagantes nos oito jogos decisivos de Copa do Brasil que já disputou no Mineirão, média de 58.688, um número superior aos três públicos que o clube teve em decisões do torneio no Gigante da Pampulha, em 2014, 2017 e 2018, após a reforma para as Copas das Confederações e do Mundo.

O maior público do Cruzeiro numa partida decisiva de Copa do Brasil são os 85.841 pagantes na vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, em 9 de julho de 2000, resultado que garantiu ao clube o tricampeonato da competição.

O menor número de pagantes foi na decisão de 2014, quando 39.786 torcedores foram ao Mineirão após o Cruzeiro perder o jogo da ida, para o rival Atlético, no Independência, por 2 a 0.

OS PAGANTES DO CRUZEIRO EM DECISÕES DE COPA DO BRASIL

DATA

PLACAR

ADVERSÁRIO

PAGANTES

3/6/1993

2 x 1

Grêmio

70.723

14/6/1996

1 x 1

Palmeiras

68.763

26/5/1998

1 x 0

Palmeiras

61.814

9/7/2000

2 x 1

São Paulo

85.841

11/6/2003

3 x 1

Flamengo

79.614

26/11/2014

0 x 1

Atlético

39.786

27/9/2017

0 x 0

Flamengo

56.443

10/10/2018

1 x 0

Corinthians

46.308