Em busca da segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, o Atlético deve ter dois importantes desfalques no duelo com o São Paulo, neste domingo (27), às 16h, no Morumbi, pela 28ª rodada do torneio.

Uma ausência certa é a de Elias, que recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 2 a 0 para o Santos, no último domingo, e vai cumprir suspensão automática contra o Tricolor Paulista.

Quem luta para não ficar de fora do confronto no Morumbi é o zagueiro Réver – deslocado para a função de volante nas duas últimas partidas – que se recupera de um edema na coxa direita, que o fez ser substituído no intervalo da partida contra o Peixe.

Com a possibilidade de ficar sem duas peças do meio-campo considerado ideal para o momento, o técnico Vagner Mancini trabalha com quatro opões para compor o setor.

Ramón Martínez

De máscara, após fratura no nariz. paraguaio Ramón Martínez surge como opção para enfrentar o São Paulo

Especialistas

Especialistas na volância, Zé Welison e Ricardo Martínez surgem como principais alternativas para ocuparem o lugar de Réver.

O primeiro, que tenta voltar aos melhores dias com a camisa alvinegra, substituiu o capitão do Galo no duelo com o Santos.

Já o paraguaio, que sofreu uma fratura no nariz há pouco mais de um mês, e vem treinando com uma máscara, vem trabalhando normalmente com os demais companheiros, e buscar uma vaga na equipe.

A última partida de Martínez pelo Alvinegro foi no dia 23 de setembro, quando o Atlético perdeu por 2 a 1 para o Avaí, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Mais opções

Caso opte por uma formação mais ofensiva para atuar ao lado de Nathan, Luan e Otero na faixa central do campo, o comandante alvinegro pode lançar os meias Cazares e Vinícius, que tentam recuperar espaço entre os titulares.

Entre os altos e baixos que marcam a sua trajetória no Galo, o equatoriano foi sacado do time na última partida, sendo acionado apenas nos minutos finais.

Já Vinícius, que também apresentou queda de rendimento recente, cumpriu suspensão no último jogo, e reaparece como mais uma alternativa para Mancini escalar o time.