Torcedores do Atlético levaram faixas com mensagens de apoio à dona Nilde, mãe do técnico Cuca e do auxiliar Cuquinha e que luta contra a Covid-19. No entanto, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) mandou retirá-las das arquibancadas do Mineirão, palco do duelo desta terça-feira (4), entre Galo e Cerro Porteño, pela Libertadores. Infelizmente, em um ato que ilustra falta de sensibilidade, empatia e solidariedade, a Conmebol avisou que faixas não podem ser colocadas no estádio nesta noite. 

No último sábado (1), após a goleada sobre o Tombense, o treinador informou que sua mãe apresentou uma melhora no quadro. “Minha mãe extubou, graças a Deus”, disse ele, ao fim da coletiva.

Mesmo com a mãe em estado grave no início do ano, Cuca assumiu o compromisso de comandar o time alvinegro nesta temporada e recebeu o apoio de grande parte da Massa por meio da hashtag #ForçaCuca.

Atlético

Leia Mais:
Autor de gol da vitória sobre o Cruzeiro na primeira fase do Mineiro, zagueiro Joseph deixa o Coelho
Editor de Esportes do HD comenta as expectativas do decisivo duelo entre Atlético e Cerro Porteño
Com pressão controlada, Cuca 'reestreia' no comando do Atlético na Copa Libertadores