conselho administrativo, cruzeiro

Os conselheiros do Cruzeiro aprovaram por unanimidade à venda da Campestre 2, imóvel subutilizado pelo clube, e que fica localizado à rua das Canárias, no bairro Santa Branca, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira, em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo celeste.

O Cruzeiro não divulgou a quantidade de conselheiros presentes, mas de acordo com entendimentos do presidente Sérgio Santos Rodrigues e outros apoiadores, eram necessários que fossem favoráveis à venda nove décimos dos conselheiros daqueles presentes à reunião.

O mandatário da Raposa explicou a necessidade de vender o imóvel para quitar dívidas na Fifa, como a pendência com o Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, de cerca de R$ 5,3 milhões. Pendência pelo não pagamento do empréstimo do volante Denílson, ainda em 2016, e que pode rebaixar o clube à Série C do Campeonato Brasileiro em caso de não quitação. 

O clube do Mundo Árabe, inclusive, já pediu à Fifa o rebaixamento do Cruzeiro pelo não pagamento da dívida. 

Leia mais:
Al Wahda pede rebaixamento do Cruzeiro à Série C por dívida envolvendo volante Denílson

Valor da Campestre 2

Oficialmente o Cruzeiro divulgou três avaliações cujos valores se apresentam entre R$ 13 milhões e R$ 15 milhões. As análises do preço do imóvel foram feitas por empresas credenciadas para tal no mercado. 

"Nossa ideia é de abrir por uma semana, dos interessados abrirem proposta. Os conselheiros que acham que podem ajudar de alguma forma, estamos 100% à disposição. Os que não querem, peço que torçam pelo menos, que não torçam contra", contou Sérgio Santos Rodrigues em reunião com os conselheiros nesta segunda. 

Atualmente a Campestre 2 funciona como um estacionamento para sócios que frequentam a Sede Pampulha, chamada de Campestre, que fica em frente ao imóvel motivo de discussão na reunião extraordinária. 

O Cruzeiro apresentou dados referentes ao tamanho do imóvel que será colocado à venda. O espaço tem 9,5 mil metros quadrados, com 6,2 mil metros quadrados de área construída, sendo 5 mil metros quadrados no primeiro pavimento e 1,2 mil no segundo pavimento. 

Aproximadamente 75% das pendências referentes ao imóvel já estão regularizadas na Prefeitura de Belo Horizonte. De acordo com o Cruzeiro, a manutenção da Campestre 2 dá prejuízo ao clube. O valor projetado de prejuízo em 2020 é de mais de R$ 132 mil.