O mês de abril começa para o Cruzeiro com uma marca. O Núcleo Dirigente Transitório - que iniciou com uma formação mas já teve saídas e chegadas desde então - completou cem dias de trabalho à frente da administração do clube e prossegue com o que tem sido chamado de "trabalho de reconstrução da instituição", pelas administrações que dilaceraram a agremiação ao longo dos últimos anos.

Dentre as ações mais importantes estão a redução da folha salarial do clube em 81%, o que gerará economia estimada de R$ 156 milhões anualmente, além da economia anual de R$ 25 milhões com a revisão do quadro de colaboradores, alguns desses conselheiros que recebiam salário ou benesses contrariando o estatuto do Cruzeiro. 

"Reunimos todos os esforços possíveis, para fazer o melhor pelo Cruzeiro. O Conselho Gestor teve muitos desafios neste período e no começo havia até a dúvida, se o Cruzeiro se reergueria, mas os primeiros passos foram dados e fizemos uma base, com ações em todas as áreas. Tudo isso para que o Cruzeiro se mantivesse firme e conseguisse entrar em campo, representando cada torcedor que acredita nas cinco estrelas”, afirmou ao site oficial do Cruzeiro o presidente do Conselho Saulo Fróes.

Se antes o discurso era de muito receio e medo, muita coisa já mudou, apesar ainda da urgência e emergência de se manter o faturamento nesse período de pausa abrupta do futebol mundial por causa do coronavírus.

Ao Hoje em Dia, Fróes disse que o cenário é sim melhor do que quando os empresários que integram o Núcleo Dirigente Transitório assumiram o clube.

"Quando assumimos o cenário era outro, a realidade era outra. Sim, temos um longo trabalho ainda pela frente, mas o horizonte está direcionado a melhorar. Temos trabalhado para quitar dívidas urgentes, há essa preocupação com valores que estão na Fifa, mas o nosso departamento jurídico está atento a tudo", garantiu Saulo. 

Como em todo planejamento há ponto fora da curva, o Cruzeiro lida com o seu desvio no caminho por causa da crise gerada pela pandemia do coronavírus. Como adiantado pelo Superesportes, o clube tenta reverter alguns quadros relacioandos aos patrocinadores, que querem suspender os contratos enquanto não houver visibilidade de suas marcas pela falta de jogos.
Saulo Fróes disse ao HD que o trabalho agora é incansável para resolver essa situação e outros detalhes também importantes, como uma dívida emergencial na Fifa e a reinclusão do Cruzeiro no financiamento federal de impostos e tributos, o Profut.

"Tem essa questão dos patrocinadores que estamos tentando resolver, conversando. Tem uma parcela importante que também estamos tentando levantar dinheiro para pagar, uma dívida na Fifa que temos que pagar até maio. Temos aí 30 dias para levantar o dinheiro, algo em torno de R$ 10 milhões. Até falei no começo do ano que era abril (citou até risco de ir para Série C pelo não pagamento), mas ressalto que a realidade hoje é outra. O trabalho e organização mudaram muita coisa", explicou Saulo Fróes. 

Responsável pela área administrativa do Conselho Gestor, o candidato ao cargo de presidente do clube, Emílio Brandi, fala do "orgulho" pelo trabalho executado nesses cem dias do Núcleo Dirigente Transitório à frente do clube. 

“Temos muito orgulho do que fizemos até agora, com ações na área administrativa, financeira e também na parte institucional, com transparência. Tudo o que aconteceu no passado está sendo mapeado, por empresas de investigação corporativa e auditoria. E o Cruzeiro voltou a ganhar credibilidade. Com a pandemia do coronavírus as receitas caem e tudo fica ainda mais complicado. Estamos estudando medidas, conversando e negociando o que podemos. Mas é importante destacar o que fizemos até agora, com o enxugamento geral das despesas, além de outras frentes importantíssimas que iniciamos e que impactam em toda a vida do Clube, como as negociações das dívidas na Fifa e a manutenção do Cruzeiro no Profut. E temos uma série de outras iniciativas em curso, na parte de inovação, tecnologia e no programa de sócio, que vão gerar ótimos frutos”, lembrou Emílio Brandi ao site oficial do Cruzeiro. 

Veja as marcas informadas pelo Conselho Gestor durante trabalho do grupo

Principais Ações – 100 dias do Núcleo Dirigente Transitório

CLUBE

- Redução de 81% da folha salarial geral, que está em dia (de 16 para 3 milhões/mês); com uma economia anual estimada em 156 milhões

- Esboço do novo Estatuto em fase final de revisão, para ser encaminhado aos conselheiros para discussão;

- Início da renegociação com os clubes que geraram processos na FIFA;

- Apresentação de defesa para retorno do Cruzeiro ao Profut;

INSTITUCIONAL

- Novo relacionamento com entidades como CBF, FIFA e FMF;

- Retomada da credibilidade do Clube em várias áreas;

FUTEBOL / ESPORTE

- Mudanças na comissão técnica do futebol profissional;

- Renegociação com atletas e comissão técnica do futebol profissional;

- Análise de todos os contratos de aquisição de jogadores e as negociações com agentes;

- Grupo reduzido de quatro pessoas no grupo gestor para dar suporte ao depto de futebol;

- Reforço e valorização das categorias de base;

- Intenção de retomada e busca de parceiros para a volta da equipe de atletismo;

- Novo relacionamento e valorização da equipe de vôlei Sada Cruzeiro;

ADMINISTRATIVO

- Economia de mais de 25 milhões/ano, com a revisão de todo o quadro de colaboradores, sendo demitidos 110 funcionários e prestadores de serviço;

- Renegociação com credores e fornecedores;

- Desativação de dois andares da Sede Administrativa, para diminuição de gastos com energia e manutenção;

- Cancelamento de cartão corporativo para uso do presidente e diretores;

- Suspensão de todas as linhas telefônicas de uso da diretoria (os gestores usam sua linha particular);

- Venda de veículos que eram usados pela presidência e diretoria;

TRANSPARÊNCIA

- Assinatura de contrato com a Kroll, para investigação corporativa;

- Lançamento do Portal de Transparência;

- Assinatura de contrato com a Moore, para auditoria contábil;

- Acompanhamento das investigações com as polícias e Ministério Público;

INOVAÇÃO

- Criação do Comitê de Inovação e Tecnologia, coordenado pela Samba Tech;

- Planejamento Estratégico Digital;

- Reestruturação da área de TI, que foi terceirizada pela administração anterior;

MARKETING / COMERCIAL

- Lançamento do Sócio Reconstrução e reformulação do programa Sócio Cinco Estrelas, totalizando hoje o recorde de 57.800 sócios ativos;

- Revisão da política de distribuição de ingressos e cortesias;

- Entrada de novos parceiros e patrocinadores;

- Revisão e melhoria de contratos de patrocínios;

- Realinhamento do contrato com a Adidas;

- Criação do setor de Relacionamento com o Torcedor;

EM ANDAMENTO:

- Renegociação com a Minas Arena sobre débito e novo contrato;

- Estudo do melhor modelo contábil para recuperação e quitação de dívidas;

- Estudo de um melhor aproveitamento dos imóveis, para redução de custos e gerar rentabilidade;

- Reformulação da TV Cruzeiro e expansão da produção e distribuição de conteúdo digital