Talvez os problemas de Mario Balotelli no Liverpool possam ter um efeito positivo no seu retorno à seleção italiana. Isso é o que o técnico Antonio Conte espera que aconteça após surpreender ao convocar o atacante para o jogo do próximo domingo contra a Croácia, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, e também para um amistoso com a Albânia.

Esta foi a primeira vez que Conte chamou Balotelli desde que assumiu a seleção da Itália depois da saída de Cesare Prandelli, após a eliminação da equipe na fase de grupos da Copa do Mundo deste ano no Brasil.

Desde a sua saída do Milan, na última janela de transferências do futebol europeu, Balotelli marcou apenas dois gols em 14 partidas pelo Liverpool, e nenhum no Campeonato Inglês. "Talvez seja ainda melhor que Balotelli esteja passando por um período difícil", disse Conte, nesta segunda-feira, em Florença, onde a Itália iniciou seus treinos. "Acho que ele vai se dedicar à seleção".

Sem ele, Ciro Immobile e Simone Zazá formaram a dupla de ataque da Itália sob o comando de Conte. E o treinador evitou revelar se agora Balotelli será titular. "Todos os jogadores são iguais. Balotelli, como todo mundo, pode jogar se ele estiver em forma, mas ele também pode acabar no banco ou mesmo na tribuna", disse Conte.

"Balotelli tem muita experiência na seleção, jogou uma Copa do Mundo e uma Eurocopa. Isso é importante, mas não é suficiente. Ele vai ter que me mostrar que pode se adaptar ao meu estilo de futebol", afirmou. "Se durante a semana Balotelli me mostrar que atingiu o nível dos outros, então pode passar na frente deles".

A Itália venceu todas as suas quatro partidas sob o comando de Conte, mas sofreu nos seus dois últimos jogos, nos triunfos por 2 a 1 sobre o Azerbaijão e 1 a 0 diante de Malta.

As seleções italiana e croata lideram o Grupo H das Eliminatórias da Eurocopa com nove pontos cada. O duelo entre as duas seleções será no próximo domingo, no San Siro, em Milão. Depois, no dia 18, a Itália disputará amistoso com a Albânia em Gênova.