Nesta Série B do Brasileiro, o Cruzeiro marcou mais gols que o América: 26 a 25. Este é o único dos principais quesitos da competição em que o time celeste supera o alviverde, adversário desta quarta-feira (2), às 21h30, no Independência, pela 25ª rodada - o Coelho tem mais pontos (44 a 28), mais vitórias (12 a 9) e uma defesa melhor (15 tentos sofridos contra 23) em relação ao rival.

Diante desses números, o zagueiro Manoel pede para que sua equipe entre em campo com responsabilidade e concentração desde o primeiro segundo.

"Entrar mais focado, principalmente no começo do jogo. Toda vez que saímos na frente, ganhamos as partidas. Quando se toma gol no início do jogo, a gente se expõe mais e aí fica mais difícil", destacou.

A preocupação de Manoel faz todo sentido até pela necessidade, uma vez que o Cruzeiro ocupa a primeira posição acima da zona de rebaixamento (sete pontos a mais que o Náutico, 17º colocado), enquanto o oponente está na briga pela liderança.

"Jogo difícil. Precisamos desses três pontos, por se tratar de um clássico e porque deixamos (a vitória) escapar contra o Confiança (derrota por 2 a 1). Temos que entrar concentrados contra uma equipe que vem muito bem, com atletas de qualidade e que jogam há muito tempo juntos", disse.

Por fim, ressaltou que a defesa precisa colaborar com mais gols. "Os atacantes ajudam a defesa, e nós, da defesa, precisamos ajudar com gols também", afirmou.

Cruzeiro