Ao Atlético e à Massa, não interessa quem faça o gol (ou os gols) do Galo sobre o Boca Juniors, desde que o jogo desta terça-feira (20), às 19h15, termine com a vitória alvinegra. Mas se o autor do tento (ou dos tentos) do Galo for Savarino, a partida se torna ainda mais histórica.

Um dos postulantes a herói do duelo com os xeneizes, ‘Savaliso’ é o segundo maior artilheiro do clube no novo Mineirão, em uma era iniciada em 2013, quando houve a reinauguração do Gigante da Pampulha. No coliseu do futebol mineiro, o venezuelano soma dez gols com a camisa preta e branca, dois a menos que Lucas Pratto, o líder desse ranking.

Para igualar o Urso nesta terça, Savarino precisaria estufar as redes do Boca duas vezes, repetindo o desempenho que teve nos 2 a 0 sobre o Santos, no Brasileiro de 2020, e nos 2 a 1 em cima do Flamengo, na Série A de 2021. Em ambas as ocasiões, ele anotou dois gols, atuando no mesmo palco do próximo jogo.

Os outros tentos do atacante no Gigante foram nos triunfos contra Patrocinense (4 a 0), pelo Mineiro de 2020, Bragantino (2 a 1), Vasco (4 a 1) e Botafogo (2 a 1), no Nacional do ano passado, e Cerro Porteño (4 a 0) e La Guaira (4 a 0), na atual edição da Copa Libertadores.

Colega de ataque, Hulk também pode subir alguns degraus nessa disputa pelo topo da lista de maiores goleadores do Galo no novo Mineirão. O Vingador já fez oito no local e, com mais um, iguala Robinho, dono do terceiro posto.

Nesta temporada, Savarino é o quarto principal artilheiro do Atlético, com quatro gols, assim como Marrony e Zaracho. À frente deles aparecem Hulk, com 11 bolas na rede, Nacho Fernández, com sete, e Eduardo Vargas, com cinco.