Há quatro meses, as situações de Atlético e Santos eram bem diferentes. O time mineiro se classificou com sobras para as quartas-de-final da Copa Brasil. Hoje, porém, os dois clubes, que se enfrentam hoje (20), às 16h, no Independência, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, vivem momentos muito distintos, como os mineiros lutando para sair da mira da zona de rebaixamento e os santistas, em terceiro lugar, ainda vislumbrando a chance de levantar a taça de campeão.

cazares

Cazares, que cumpriu suspensão no último jogo, pode voltar a vestir a camisa titular

Com o primeiro jogo de Vagner Mancini em casa, após substituir Rodrigo Santana no comando do time, o Galo terá o retorno de três peças: o atacante Geuvânio, o meia Nathan, que vem jogando como segundo volante, e do armador Cazares, que estavam suspensos, além do venezuelano Otero, que estava com a seleção de país. Há cinco partidas sem vencer, o Atlético tenta interromper a queda livre na competição – nos últimos 12 confrontos, perdeu nove, empatou dois e venceu apenas um.

Será a oportunidade também de ver algum esboço de mudança – na parte tática – promovida pelo novo técnico, já que ele teve três dias para treinar o time. As únicas dúvidas são em relação a Nathan e Cazares. No empate de 2 a 2 com o CSA, Mancini pôs Réver ao lado de Elias, como volante. E a armação ficou concentrada em Vina, que foi expulso na partida. Mas ele pode pôr o Luan nesta função, deixado Marquinhos e Otero pelos lados, com Di Santo mais à frente.

O Santos também entrará em campo reforçado, com o retorno de Marinho e Uribe, que cumpriram suspensão automática na vitória de 2 a 1 sobre o Ceará, na Vila Belmiro. O técnico argentino Jorge Sampaoli resolver fazer mistério, não permitindo que a imprensa acompanhasse o último coletivo antes da partida.

 

ATLÉTICO X SANTOS

Atlético: Cleiton; Guga (Patric), Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Nathan e Elias; Luan, Cazares e Otero; Di Santo Técnico: Vagner Mancini

Santos: Everson, Victor Ferraz (Pará), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge (Luan Peres); Diego Pituca, Sánchez e Evandro (Jean Mota); Talison (Marinho ou González), Eduardo Sasha e Soteldo Técnico: Jorge Sampaoli

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN), auxiliado por Alessandro de Matos (BA) e Jean dos Santos (RN)
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte
Horário: 16h
Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN), auxiliado por Alessandro de Matos (BA) e Jean dos Santos (RN)

Transmissão: TV Globo (incluindo Belo Horizonte)