O organizado Corinthians, de Fábio Carille, das duas linhas defensivas, da obediência tática, enfrentará nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, o desorganizado Flamengo, que recentemente demitiu Abel Braga e será comandado pelo interino Marcelo Salles. O substituto, o português Jorge Jesus, deve chegar por volta do dia 20 - será o sexto técnico da equipe em um ano e meio.

A partida vale vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O time rubro-negro, apesar de desorganizado, conta com elenco milionário e venceu o jogo de ida por 1 a 0. Também terá a seu favor o estádio lotado. Até a véspera do confronto 50 mil ingressos haviam sido vendidos.

A equipe paulista está em desvantagem, mas aposta no excelente retrospecto do seu treinador em jogos mata-mata. De 23 confrontos, ele conseguiu classificar o time em 21. O mais recente foi a vaga conquistada para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, quando o time alvinegro superou o Deportivo Lara com duas vitórias por 2 a 0.

No Corinthians, Fagner não se recuperou do problema muscular na perna esquerda e foi vetado da partida. A equipe vem embalada por quatro vitórias seguidas sem tomar gols e tentará manter esse bom momento contra o Flamengo. Na semifinal da Copa do Brasil do ano passado, o time alvinegro levou a melhor e avançou à final.

Vagner Love seguirá como centroavante e pediu ao time que entre pressionando o adversário. "Um gol rápido é sempre bem-vindo. Se fizermos um gol no começo da partida ou no primeiro tempo temos totais condições de decidir o jogo nos 90 minutos e não levar para os pênaltis", comentou. "É jogar organizado, concentrado, procurar errar o menos possível, ser agressivo na hora da marcação e quando tiver as oportunidades finalizar para tirar a vantagem", emendou.

Jesus chegará para tentar dar liga ao elenco rubro-negro recheado de estrelas. A contratação mais cara feita recentemente, Arrascaeta, de R$ 62 milhões, desfalcará a equipe, pois foi convocado pelo Uruguai. Seu substituto deverá ser Bruno Henrique, recuperado de problema no tornozelo. Cuéllar será outra baixa pois se juntará ao time colombiano. Piris da Motta entrará em seu lugar.

Uma das apostas da equipe carioca será o atacante Gabriel. "Já ganhei duas vezes em Itaquera, teve uma com o Santos em que consegui fazer o gol. Esse jogo agora com o Flamengo (no último dia 15 de maio, na Arena Corinthians) também foi importante pelo modo que construímos a vitória. Na Vila (Belmiro), teve um 5 a 1 se não me engano (no dia 29 de janeiro de 2014, quando o centroavante fez um gol). É sempre bom jogar contra eles", lembrou Gabigol.

O atleta não se abala com a pressão imposta pela torcida flamenguista para a conquista da vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, na qual a equipe carioca acabou sendo eliminada justamente pelos corintianos na semifinal do ano passado.

"No Flamengo todo jogo é importante. Não tem como falar que um é mais importante que o outro. A cobrança e a pressão são muito grandes. Vamos sentir falta dos jogadores (que estão convocados), mas temos um elenco em condição de suprir", completou o atacante.