O Corinthians renovou o contrato do meia Matheus Araújo, do time sub-17, por três temporadas, com validade até junho de 2022. Considerado uma das promessas da base, o clube fixou a sua multa rescisória em 50 milhões de euros (cerca de R$ 220 milhões).

Araújo foi contratado no ano passado pelo clube alvinegro junto ao União Barbarense, do interior de São Paulo, que manteve 30% dos direitos econômicos do jogador. O restante ficou com o Corinthians, com possibilidade de comprar o restante em valor fixado em R$ 3 milhões.

O jogador participou do triunfo do Corinthians por 1 a 0 sobre o Vitória, na última rodada do Campeonato Brasileiro da categoria. O resultado garantiu o time nas quartas de final, quando enfrentará o Fluminense. O jogo de ida acontecerá na próxima quarta-feira, às 15 horas. A volta será no dia 26, no Rio de Janeiro.

O valor da multa rescisória é a mesma que a diretoria estipulou no contrato de Pedrinho, principal revelação do Corinthians dos últimos anos. O meia está com a seleção olímpica (sub-23) no Torneio Maurice Revello, o antigo Torneio de Toulon. O clube liberou a ida dele para a França pois está de olho em uma possível negociação com o futebol europeu. Pedrinho tem contrato até dezembro de 2020.