Experientes e líderes no elenco do Cruzeiro, o goleiro Fábio, o lateral-direito Edílson e o atacante Marcelo Moreno deram entrevistas recentes cobrando da diretoria qualificação no elenco celeste para a disputa, principalmente, da Série B do Campeonato Brasileiro. As declarações motivaram conversas entre o diretor de futebol Ricardo Drubscky e os jogadores.

De acordo com Drubscky as declarações aconteceram numa "ânsia de querer ajudar".

"Nós conversamos internamente com os jogadores, batemos um papo, e todos eles disseram que não foi bem assim, que não quiseram dizer bem isso e deram suas opiniões, jogamos aberto. E nós estamos trazendo alguns jogadores. Agora, dizer que Marllon e Ramon jogaram? Muito pouco. Cabral jogou? Jean jogou? Se o Dodô voltar? Robinho pouco estreou. O Angulo ainda não veio. Acho que o externar de opinião dos jogadores foi uma ânsia de querer ajudar", comentou o dirigente, em entrevista à rádio 98 FM. 

A expectativa de Ricardo Drubscky é grande em relação ao trabalho do técnico Enderson Moreira. Para isso, dois ou três reforços ainda devem ser contratados. A última aquisição do Cruzeiro foi o meia-atacante Régis, que veio do Bahia, onde trabalhou com o novo treinador da Raposa.

"Nossa equipe vai se acertar. Não quero passar açúcar na boca de torcedor. Sei que é muito esperto e inteligente. Mas temos um bom time, vamos construir um bom jogo, porque temos um dos maiores treinadores do Brasil conosco", ponderou.