O Criciúma conquistou a sua primeira vitória fora de casa nesta terça-feira (21) ao bater o Vila Nova por 3 a 2, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado foi justo e empurrou o time catarinense para a terceira posição, com 20 pontos. O time goiano, que vinha de duas vitórias sobre Oeste e Sampaio Corrêa, continua com 13 pontos, agora em 13.º lugar.

O primeiro tempo foi bastante equilibrado, mesmo porque os times priorizaram a marcação. Tanto que os dois gols saíram em lances de bola parada. O Criciúma saiu na frente aos 20 minutos. Elvis cobrou escanteio pelo lado esquerdo e Gustavo subiu mais do que a defesa para testar firme para as redes. O empate saiu aos 40. Jean Carlos cobrou falta da intermediária, levantando a bola para a grande área, onde o zagueiro Vinícius Simon desviou com força e no alto.

No reinício do segundo tempo, o técnico Guilherme Alves voltou com duas mudanças para acertar a marcação e ganhar força no ataque do Vila Nova. Entraram Pedro Carmona e Reginaldo nas vagas, respectivamente, de Leandrinho e Luiz Fernando. Mas o sistema defensivo ficou vulnerável e o goleiro Wagner Bueno teve que sair duas vezes para afastar o contra-ataque rápido catarinense.

Mas, aos 11 minutos, após Jean Carlos perder a bola de bobeira no meio de campo, Douglas Moreira invadiu a área pelo lado esquerdo e recebeu o carrinho de Vinícius Simon, que chegou atrasado. Pênalti anotado para o Criciúma. Na cobrança, Gustavo deslocou o goleiro e deu sorte porque a bola bateu no pé da trave entrou: 2 a 1, aos 13. Este é o sétimo gol dele na competição.

Em seguida, o Vila Nova mudou de novo com o atacante Frontini no lugar de Roger. Do outro lado, o técnico Roberto Cavalo reforçou a marcação com a entrada do meia Alex Maranhão no lugar do atacante Vitinho. A situação piorou para o time goiano aos 18 minutos, quando Vinícius Simon fez falta em cima de Gustavo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, Roberto Cavalo mudou de novo, agora para reforçar seu ataque. Tirou o meia Douglas Moreira para a entrada do atacante Jheimy. E liquidou a fatura aos 25 minutos. Após falta cobrada em curva por Alex Maranhão, o zagueiro Raphael Silva apareceu sozinho na frente do goleiro Wagner, que ainda tocou na bola após a cabeçada do visitante.

O Vila Nova ficou abatido, mas ainda diminuiu aos 30 minutos em um chute de fora da área que surpreendeu o goleiro Luiz, que só olhou a bola balançar as suas redes.

Pela 12.ª rodada, neste sábado, às 16 horas, o Vila Nova faz o clássico estadual contra o Goiás, novamente no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Na sexta-feira, a partir das 19h15, o Criciúma vai receber o Bragantino.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 2 x 3 CRICIÚMA


VILA NOVA - Wagner Bueno; Jefferson Feijão, Anderson, Vinícius Simon e Patrick; Victor Bolt, Luiz Fernando (Reginaldo), Roger (Frontini) e Jean Carlos; Leandrinho (Pedro Carmona) e Fabinho. Técnico: Guilherme Alves.

CRICIÚMA - Luiz; Ezequiel, Raphael Silva (Ferron), Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Douglas Moreira (Jheimy), Ricardinho e Élvis; Niltinho (Alex Maranhão) e Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Gustavo, aos 20, e Vinícius Simon, aos 40 minutos do primeiro tempo; Gustavo (pênalti), aos 13, Raphael Silva, aos 25, e Fabinho, aos 40 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marlon, Luiz e Niltinho (Criciúma).
CARTÃO VERMELHO - Vinícius Simon (Vila Nova).
ÁRBITRO - Gleidson Santos Oliveira (BA).
RENDA - R$ 48.355,00.
PÚBLICO - 4.330 pagantes (4.930 no total).
LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).