Ainda é cedo para fazer projeções, mas uma coisa é certa: o início de trajetória de Luiz Felipe Scolari neste retorno ao Cruzeiro dá esperanças à China Azul. O time celeste obteve sete pontos em nove disputados e deixou, mesmo que provisoriamente, a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Nada mal para quem iniciou um trabalho há menos de duas semanas.

Após um triunfo sobre o Operário-PR, por 1 a 0, e um empate em 1 a 1 com o Náutico, ambos os duelos fora de casa, a Raposa superou o Paraná no Mineirão, nessa sexta-feira (30), por 2 a 0, alcançando sua segunda vitória mais elástica no torneio – a maior, neste sentido, foram os 3 a 0 em cima da Ponte Preta, ainda sob o comando de Ney Franco.

Além de representar um resultado importante na briga contra a degola, o duelo mais recente foi importante para dar moral ao ataque, visando ao segundo turno. Enquanto Marcelo Moreno voltou a comemorar um gol de sua autoria, o jovem Airton reiterou a boa fase, ele que é o artilheiro da Era Felipão nesta Segundona, com dois tentos.

O sistema defensivo também mostra uma consistência maior desde que Scolari chegou aos celestes. Nos 16 primeiros embates na competição, a equipe levou 16 gols (média de um por jogo). Nos três duelos sob a tutela de Felipão, a Raposa sofreu somente um tento (0,33 por partida).

Cruzeiro

Marcelo Moreno voltou a balançar as redes na Série B

Próximos jogos

Os três primeiros compromissos no returno serão contra oponentes os quais o Cruzeiro levou a melhor no início da competição. No dia 6, às 19h15, no estádio Santa Cruz, os celestes visitam o Botafogo-SP.

Depois disso, os comandados de Felipão terão pela frente o Guarani, no dia 14, e o Figueirense, no dia 21, ambos em Belo Horizonte. Vale a invencibilidade de Scolari nesta segunda passagem pelo Cruzeiro e, obviamente, a continuidade da evolução do time estrelado dentro de campo.