O Cruzeiro confirmou que novamente está com atraso no pagamento dos salários de jogadores e demais funcionários do clube. Em relação ao setor administrativo da Raposa, a pendência é de um mês, correspondente a outubro. Já em relação ao futebol, está em aberto parte do vencimentos de setembro e os de outubro em sua integralidade.

As dificuldades com fluxo de caixa, especialmente em um período de baixas receitas em razão da pandemia de coronavírus, tem colocado a diretoria estrelada em dificuldades para honrar os compromissos em dia com os funcionários.

Tal cenário, que se repete na maior parte dos clubes do futebol brasileiro, fez com que o Cruzeiro tivesse que recorrer a apoio de parceiros investidores do clube, que em alguns momentos da temporada auxiliaram a diretoria no pagamento de alguns débitos.

Esforços

Em nota encaminhada à imprensa, o Cruzeiro confirmou os atrasos salariais, citou os obstáculos gerados pela pandemia e lembrou da grave crise econômica que assola o clube desde o ano passado.

No texto, a diretoria reconheceu a importância do pagamento em dia e reafirmou os esforços empregados para regularizar a situação.

Confira a nota na íntegra:

O Cruzeiro informa que está com uma folha administrativa e uma folha e meia do futebol profissional masculino em aberto. Quase todos os grandes clubes do futebol brasileiro têm enfrentado problemas de atraso de salários, principalmente devido ao cenário de pandemia. Inclusive, muitos outros times devem mais folhas do que o próprio Cruzeiro, que já vinha passando por grave crise pré-pandemia, fruto especialmente de uma administração desastrosa e criminosa que assolou o Clube nos últimos anos. Por outro lado, a diretoria tem consciência de que pagar salários é obrigação e não tem medido esforços para colocar as pendências com seus colaboradores em dia.