Cruzeiro já pensa em substituto para Rogério Ceni, que deve deixar o clube nesta quinta-feira

Alexandre Simões e Guilherme Piu
26/09/2019 às 11:43.
Atualizado em 05/09/2021 às 21:57
 (Bruno Haddad/Cruzeiro)

(Bruno Haddad/Cruzeiro)

O Cruzeiro já trabalha na contratação do substituto de Rogério Ceni. O clima entre o treinador e os jogadores ficou insustentável após o empate sem gols com o Ceará na última quarta-feira, no Castelão, em Fortaleza, e sua saída é questão de tempo. Deve ser anunciada ainda nesta quinta-feira (26).

Segundo a Rádio Itatiaia, após a partida na capital cearense, o zagueiro Dedé falou em nome do grupo e cobrou uma recuperação do meia Thiago Neves, que segundo o camisa 26 é muito importante para o grupo e pode ajudar demais neste momento de crise.

O questionamento fez Ceni sair mais cedo do vestiário, antes mesmo dos jogadores. Segundo informações do Portal Yahoo, numa conversa com a diretoria cruzeirense, o treinador teria sido aconselhado a pedir demissão, mas não teria aceitado por causa da multa que tem a receber, pois seu contrato com a Raposa é até o final de 2020, quando termina o mandato de Wagner Pires de Sá.

Após a demissão de Mano Menezes, além de Rogério Ceni, outro nome falado como de interesse do Cruzeiro foi Dorival Júnior, que segue desempregado. O mercado ganhou ainda Luiz Felipe Scolari, que saiu do Palmeiras há cerca de um mês.

Fechados com Ceni

No momento mais complicado da crise cruzeirense, após a eliminação para o Internacional nas semifinais da Copa do Brasil e uma goleada de 4 a 1 para o Grêmio, no Independência, pelo Brasileirão, a torcida fez manifestações diárias e sempre destacou o apoio ao treinador Rogério Ceni.

Hoje a situação é diferente. Os resultados não vieram, o time segue envolvido com a zona de rebaixamento e o apoio não tem mais a mesma intensidade, se é que ele ainda existe.

Na tarde desta quinta-feira, acontece mais uma reunião da diretoria cruzeirense com seu treinador. E ela deve ser definitiva. A saída de Ceni é praticamente uma certeza. O que pega é exclusivamente a questão envolvendo a multa por demissão do treinador.

Apesar da grave crise financeira, é um preço que o Cruzeiro deve pagar, embora o clube não venha pagando ultimamente.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por