A vitória do Internacional sobre o Cruzeiro, por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (4), no Beira-Rio, começou a ser construída há algumas semanas, nos bastidores. Enquanto o Colorado celebrava a não convocação de Guerrero para a seleção peruana, a Raposa lamentava a ida de Orejuela ao combinado colombiano. Essa junção de fatores culminou no primeiro gol gaúcho, uma vez que Jadson, substituto do lateral, levou um baile de Nico López, e o camisa 9 estufou as redes de Fábio. O centroavante, de novo, e Edenilson completaram a goleada sobre o atual campeão da Copa do Brasil, eliminado nessa semifinal.

O ano do Cruzeiro, que parecia promissor, com a conquista do Mineiro e a ótima campanha na fase de grupos da Libertadores, agora se resume à luta contra o rebaixamento no Brasileirão – pelo menos, por enquanto.

As finais da competição mata-mata, envolvendo Inter e Athletico-PR – o Furacão superou o Grêmio nos pênaltis – serão disputadas nos dias 11 e 18 deste mês (as duas próximas quartas). Os mandos de campo serão definidos nesta quinta-feira. Como a Raposa não tem mais nada a ver com isso, o jeito é voltar suas atenções para a Série A. Neste domingo (8), no Independência, encara o Tricolor Gaúcho, no “jogo das lamentações”, pela 18ª rodada do Nacional.

O jogo

Quando Pedro Rocha desperdiçou uma chance de ouro, e David falhou no rebote, logo no início do primeiro tempo, o torcedor cruzeirense deve ter pensado: “Vai fazer falta”. Fato! Os erros de conclusão se tornaram crônicos pelo lado celeste. O Inter, por sua vez, foi cirúrgico e letal. Aos 39 minutos, Guerrero não perdoou: 1 a 0.

Na volta do intervalo, Rogério Ceni perdeu Dedé, machucado, e resolveu ousar ao promover o ingresso de Ariel Cabral. Com isso, Henrique atuou improvisado de zagueiro. Arriscado, sim! Acertado? Não! Fragilizado em seu meio-campo e em sua defesa, o Cruzeiro sofreu mais dois gols. Fim do sonho!

Ficha do jogo

INTERNACIONAL 3 X 0 CRUZEIRO

Motivo: jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil

Local: Beira-Rio

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP), auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira de Amaral (SP)

Cartões Amarelos: Não houve

Gols: Guerrero aos 39 minutos do primeiro tempo e aos 24 minutos do segundo tempo e Edenilson aos 43 minutos do segundo tempo para o Internacional

Público: 41.768 pagantes

Renda: R$ 2.369.469

Internacional

Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel (Serrafiore); Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick, D’Alessandro (Sóbis) e Nico López (Nonato); Paolo Guerrero

Técnico: Odair Hellmann

Cruzeiro

Fábio; Jadson, Dedé (Ariel Cabral), Fabrício Bruno e Dodô; Henrique, Robinho (Éderson) e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel, Pedro Rocha (Fred) e David

Técnico: Rogério Ceni