Se antes de entrar em campo, as chances de acesso do Cruzeiro já eram ínfimas, depois da derrota por 1 a 0 para o Avaí, nesta sexta-feira (22), na Ressacada, o sonho ficou quase impossível. Matematicamente, a possibilidade ainda existe. Mas os resultados dentro de campo dizem o contrário. E o gol de Lourenço, aos 11 minutos do segundo tempo, foi mais um capítulo de uma história desastrosa que o time celeste vem construindo desde seu rebaixamento em 2019.

Estacionado com 39 pontos, a Raposa ocupa o 12º lugar. E ainda pode perder um posto no domingo,  no complemento da 31ª rodada da Série B, caso o Remo, com 38, supere a Ponte Preta, no Baenão.

E será justamente o clube paraense o próximo adversário da equipe mineira, na quinta-feira (28), às 21h30, no Independência.

O jogo

O Cruzeiro fez um primeiro tempo razoável. Chances foram criadas, é verdade. Mas os erros nas conclusões conspiraram para o empate sem gols. Que o digam Thiago e Bruno José, que perderam oportunidades incríveis.

Na segunda etapa, o Avaí melhorou e chegou ao gol com Lourenço aos 11 minutos. Depois do gol, os celestes desperdiçaram outras jogadas e deixaram o gramado com o segundo revés na terceira Era Luxemburgo e cientes de que somente um “milagre” mudará um panorama que aponta para a disputa de sua terceira Série B, no ano que vem.

Cruzeiro

Cruzeiro, de Rômulo, perdeu fora de casa

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1
Glédson; Edilson (Iury), Alemão, Betão e Diego Renan; Jean Cléber, Bruno Silva (Marcos Serrato), Lourenço (Valdívia) e Jadson (Vinicius Leite); Rômulo (Getúlio) e Copete
Técnico: Claudinei Oliveira

CRUZEIRO
Fábio; Rômulo, Ramon, Brock e Matheus Pereira; Lucas Ventura (Ariel Cabral), Flávio e Marco Antônio (Wellington Nem); Bruno José, Vitor Leque (Marcinho) e Thiago (Moreno)
Técnico: Maurício Copertino

DATA: 22 de outubro de 2021 (sexta-feira)
LOCAL: Ressacada
CIDADE: Florianópolis (SC)
MOTIVO: 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa) e Daniel Paulo Ziolli, todos de São Paulo
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
CARTÕES AMARELOS: Betão (Avaí); Lucas Ventura (Cruzeiro)
GOL: Lourenço aos 11 minutos do segundo tempo

Leia mais:
Tabu ampliado: Cruzeiro acumula 11 partidas seguidas sem vencer o Avaí