A reunião na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), com a presença de representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, definiu que o Cruzeiro terá direito a 1.800 ingressos no clássico deste domingo (27), às 11h, contra o Atlético, no Independência, pela primeira fase do Campeonato Mineiro.

Cada bilhete para a torcida visitante custará R$ 120, com a opção de meia-entrada a R$ 60. As vendas serão realizadas nas bilheterias do clube celeste no Barro Preto. Por causa do feriado, a comercialização acontece apenas nesta quinta-feira (24) e no sábado (26), entre 10h e 17h. A diretoria da Raposa ainda não informou se haverá algum tipo benefício para os sócios-torcedores.

A carga total do clássico será de 22.529 ingressos, contando gratuidades e camarotes, entre outros. Assim, o número de entradas disponibilizadas para a torcida visitante é um pouco inferior aos 10% definidos pelo Estatuto do Torcedor. A justificativa dos órgãos públicos é a questão da segurança, devido à divisão dos setores no estádio.

A entrada dos cruzeirenses será feita pelo portão 8, na Rua Ismênia Tunes, com escolta especial da PM. A abertura dos portões acontece às 9h.

Arbitragem

Como já havia acontecido em diversas outras oportunidades atendendo a pedido de ambos os lados, a diretoria do Cruzeiro protocolou também na reunião de hoje uma solicitação para que o clássico seja apitado por um árbitro de outro Estado.

Trânsito

Alegando preocupação com a segurança, a diretoria do Atlético fez um pedido à PM para que os ônibus, tanto dos torcedores quanto dos jogadores do clube rival, não passem pela Praça Estevão Lunardi, na Avenida Silviano Brandão. O local é tradicionalmente onde a torcida do Galo se concentra para fazer o "Inferno alvinegro", quando recepcionam o ônibus atleticano com sinalizadores.