O caos vivido em 2020 e neste início de 2021 pelo Cruzeiro tem mais uma prova. O time, que teve quatro treinadores (Adilson Batista, Enderson Moreira, Ney Franco e Luiz Felipe Scolari) vai encerrar a temporada tendo usado um número de jogadores que supera o de partidas.

O chamado grupo grande é um problema para qualquer comissão técnica administrar. Não chegaram a ficar todos na Toca da Raposa II ao mesmo tempo, mas de toda forma, desde os 2 a 0 sobre o Boa Esporte, em 22 de janeiro do ano passado, no Mineirão, até os 2 a 1 sobre o Operário-PR, na última quarta-feira, no Independência, 56 atletas entraram em campo com a camisa cruzeirense nos 52 jogos oficiais disputados pelo clube no Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Série B.

Jadsom Silva CruzeiroSegundo jogador que mais defendeu o Cruzeiro na temporada 2020, atrás apenas do goleiro Fábio, o volante Jadsom Silva tenta na Justiça do Trabalho o rompimento do seu vínculo com o clube

Como falta ainda enfrentar o Náutico, neste domingo, às 16h, no Independência, e o Paraná, na próxima sexta-feira (29), às 21h30, no Durival Britto, em Curitiba, pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro encerrará a temporada 2020 com 54 partidas oficiais disputadas.

Quem mais entrou em campo foi o goleiro Fábio, presente em 50 dos 52 jogos oficiais do Cruzeiro. O segundo posto é do volante Jadsom Silva, personagem de um grande problema cruzeirense desde 2020: as ações na Justiça do Trabalho para a saída do clube pelo não cumprimento de direitos.

Promessa da base, ele participou de 41 jogos. E a conta ficou só neste número porque desde o último dia 12 não vai à Toca da Raposa II. Ele entrou com um processo pedindo a rescisão indireta do seu contrato com o clube, o que não conseguiu, mas sua ação trabalhista ainda será julgada e a situação do clube é complicada, pela falta de pagamento de direitos ao atleta.

Mudanças

Do time titular escalado por Adilson Batista contra o Boa Esporte, apenas o goleiro Fábio e o volante Adriano seguem na mesma situação. Os laterais Edílson e Rafael Santos, o volante Jadsom Silva, os meias Rodriguinho e Maurício e o atacante Alexandre Jesus já deixaram o clube.

O zagueiro Léo está tratando uma lesão no exterior, Cacá e Thiago são reservas na equipe de Luiz Felipe Scolari.

Dos 56 jogadores já escalados pelo Cruzeiro na temporada 2020, 23 foram formados nas categorias de base do clube, o que corresponde a 41%.

Foram 20 as contratações, feitas pelo Conselho Gestor ou pela diretoria atual, mas poucos acertos, pois a maioria desses atletas já deixou a Toca da Raposa II ou não é utilizado pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

A lista conta ainda com os chamados repatriados, jogadores como Manoel, Henrique, Jadson, Sassá e Marquinhos Gabriel que deixaram o Cruzeiro após o rebaixamento à Série B, mas não duraram muito nos clubes onde estavam emprestados e retornaram à Toca II.

Dessa turma, só o zagueiro Manoel, que não tinha jogado pelo Cruzeiro em 2019, mas no Corinthians, conseguiu dar resultado técnico. Ano passado ele esteve emprestado ao Trabzonspor, da Turquia, que não exerceu o direito de compra do defensor.

QUEM JOGOU PELO CRUZEIRO NA TEMPORADA

POS.

JOGADOR

JOGOS

Fábio

50

Jadsom Silva

41

Filipe Machado

37

Cacá

34

Maurício

32

Marcelo Moreno

32

Cáceres

30

Aírton

30

Régis

29

10º

Welinton

29

11º

Ramon

28

12º

Thiago

27

13º

Manoel

25

14º

Arthur Caíke

25

15º

Adriano

24

16º

Matheus Pereira

23

17º

Léo

21

18º

Patrick Brey

16

19º

João Lucas

15

20º

Roberson

14

21º

Rafael Sóbis

14

22º

Claudinho

13

23º

William Pottker

12

24º

Jadson

12

25º

Rafael Luiz

12

26º

Ariel Cabral

12

27º

Sassá

11

28º

Jean

9

29º

Everton Filipe

9

30º

Edilson

9

31º

Judivan

9

32º

Giovanni Piccolomo

8

33º

Henrique

8

34º

Giovanni Palmieri

8

35º

Marco Antônio

7

36º

Daniel Guedes

7

37º

Stênio

7

38º

Jhonata Robert

7

39º

Pedro Bicalho

6

40º

Alexandre Jesus

5

41º

Arthur Araújo

5

42º

Marllon Borges

5

43º

Marquinhos Gabriel

4

44º

Rafael Santos

4

45º

Caio

4

46º

Edu

3

47º

Riquelmo

3

48º

Vinícius Popó

3

49º

Rodriguinho

2

50º

Valdir Botelho

2

51º

Robinho

1

52º

Vitor Eudes

1

53º

Iván Angulo

1

54º

Zé Eduardo

1

55º

Lucas França

1

56º

Paulo Eduardo

1

Leia Mais:
Depois de duas décadas de Atlético, Domenico Bhering é desligado do clube alvinegro
Zagueiro Manoel elogia empenho dos mais jovens: 'Foram homens para honrar a camisa do Cruzeiro'
Para 'reforçar protagonismo da final da Libertadores', última rodada da Série B será antecipada