Em entrevista à Rádio Itatiaia, o técnico Enderson Moreira prometeu um Cruzeiro protagonista na Série B do Brasileiro, mas reconhece que o início do campeonato será complicado para os celestes. O motivo é óbvio: a pressão já instaurada após a perda de seis pontos, punição dada pela Fifa, pelo não pagamento de uma dívida.

“Foi uma grande derrota que tivemos essa punição de seis pontos. Tenho que ser claro e transparente. Vamos conviver com a zona de rebaixamento por pelo menos quatro ou cinco rodadas. Não dá para escapar disso. Você olha o fim da tabela, e o Cruzeiro pode estar ali perto. Não vamos sair da rabeira no início; temos que contar que nossos adversários não pontuem”, enfatiza o treinador.

Mas engana-se quem imagine que o comandante está pessimista. Pelo contrário. Ele dá a receita para a equipe sair dessa situação o quanto antes.

“O que será fundamental é nossa forma de jogar. Se mostrarmos ao torcedor, à imprensa e aos nossos adversários um jogo produtivo vamos minimizar a pressão, mesmo que a posição classificação ainda possa nos trazer alguma pressão. O torcedor vai olhar para o time em campo e dizer que está jogando bem e verá que é questão de tempo para conseguir chegar à zona de classificação. Passa muito pela pressão neste início de campeonato”, comenta.

Cruzeiro