vanderlei luxemburgo cruzeiro

Luxa estreia com vitória no Cruzeiro

A estreia de Vanderlei Luxemburgo no Cruzeiro foi com vitória. Neste sábado (7), a Raposa visitou o Brusque, em Santa Catarina, e após sair atrás no placar, pressionou e conseguiu arrancar uma virada por 2 a 1, em jogo válido pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time estrelado encerrou com estilo a sequência de nove partidas sem vitória, ao bater um adversário que estava invicto há cinco duelos.

Com o triunfo, a Raposa ainda deixou a zona de rebaixamento para a Série C. Agora, o Cruzeiro ocupa o 15º lugar, com 16 pontos, mas pode voltar para o Z-4 dependendo dos resultados do restante da rodada.

O jogo

Foi uma partida de nível técnico muito ruim, com a qualidade do jogo sendo ainda mais afetada por um gramado irregular. Do lado celeste, Luxemburgo promoveu mudanças no time titular para tentar dar novo ânimo ao Cruzeiro e mudar a fase celeste. O treinador escalou Jean Victor na lateral-esquerda, Wellington Nem no ataque e Ariel Cabral no meio-campo. E as modificações surtiram efeito. Não que a Raposa tenha sido brilhante ou tido uma excelente exibição, mas demonstrou uma postura diferente dos embates anteriores e teve uma atuação melhor que as últimas.

O time celeste até tentou controlar as ações e conseguiu chegar bem ao ataque, mas falhou muito no último passe e em criar chances reais de gol. Do outro lado, o Brusque também sofria para fazer Fábio trabalhar, mas conseguia pressionar com mais perigo.

E quem abriu o placar foi o time da casa, aos 15 minutos do segundo tempo, com o artilheiro Edu, de pênalti, em penalidade muito criticada pelos cruzeirenses.

Depois do gol, o Cruzeiro tentou pressionar o adversário, partiu para o ataque, dominou as ações e ditou o ritmo de jogo, mas encontrou dificuldades em criar chances claras de marcar. Tinha volume, mas faltava criatividade e acertar o último passe. Luxemburgo, então, promoveu mudanças na equipe, e todas as suas substituições surtiram efeito. Wellington Nem, que era dos melhores da Raposa em campo, saiu para a entrada de Felipe Augusto. Além disso, Giovanni entrou no lugar de Flávio, Marcinho na vaga de Sobis e Claudinho substituiu Bruno José.

O Cruzeiro tentava o gol, que não vinha, e quando parecia que o time chegaria ao 10º jogo seguido sem vitória, brilhou a estrela de Luxemburgo com as suas modificações. Aos 41min, Claudinho fez boa jogada e tocou para Felipe Augusto empatar. Apenas dois minutos depois, Giovanni arriscou de longe e foi premiado com o gol da virada de uma importante vitória celeste, que tirou o time da zona de rebaixamento.

Com novo ânimo após a importante vitória, o Cruzeiro agora vai se preparar para o próximo duelo, contra o Vitória, no Mineirão, nesta quarta-feira (11), às 19h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE
Zé Carlos; Vivico (Nonato), Ianson, Everton Alemão e Airton; Pepê (Alex Ruan, Claudinho), Zé Matheus, Garcez e Bruno Alves (Jonatha Alagoano); Thiago Alagoano (Diego Mathias) e Edu
Técnico: Jerson Testoni

CRUZEIRO
Fábio; Rômulo, Ramon, Eduardo Brock e Jean Victor; Flávio (Giovanni), Ariel Cabral e Rafael Sobis (Marcinho); Bruno José (Claudinho), Wellington Nem (Felipe Augusto) e Marcelo Moreno (Thiago)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

DATA: 7 de agosto de 2021 (sábado)
LOCAL: Augusto Bauer
CIDADE: Brusque (SC)
MOTIVO: 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Jefferson Ferreira de Moraes, auxiliado por Edson Antonio de Sousa e Paulo Cesar Ferreira de Almeida, todos de Goiás
GOLS: Edu (Brusque), aos 15min do segundo tempo; Felipe Augusto e Giovanni (Cruzeiro), aos 41min e 43min do segundo tempo, respectivamente
CARTÕES AMARELOS: Nonato e Zé Matheus (Brusque); Eduardo Brock, Ariel Cabral, Flávio, Felipe Augusto e Rafael Sobis (Cruzeiro)