Conteúdo de responsabilidade de Vinícius de Souza

Nos últimos anos, grandes clubes do futebol brasileiro caíram para a 2ª divisão do futebol nacional. A lista é longa: Palmeiras, Vasco, Corinthians, Atlético Mineiro, entre outros. Todos eles, no entanto, conseguiram retornar a elite no ano seguinte, com maior ou menor dificuldade.

No entanto, um outro gigante que disputa a Série em 2020 corre o risco de não voltar a Série A do Brasileirão. Pior: pode sofrer mais um rebaixamento e ser obrigado a disputa a Série C da competição. Esse time, um gigante do futebol nacional, é o Cruzeiro.

Casas de apostas não imaginavam que o clube campeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro em diversas oportunidades estaria na condição em que se encontra atualmente. O Cruzeiro está na zona de rebaixamento da Série B, com 11 pontos em 13 jogos. São 5 vitórias, 2 empates e 6 derrotas. Vale lembrar que o Cruzeiro iniciou a competição com pontuação negativa, devido a uma punição da Fifa.

cruzeiro

Gigante do futebol brasileiro está na zona de rebaixamento e não consegue se acertar

Nesse cenário, o time comandado por Ney Franco não consegue reagir. No sábado, a equipe sofreu mais uma derrota, desta vez para o Cuiabá, por 1 a 0. Após a partida, o técnico afirmou que falta solidez ao time e que um clube do tamanho do Cruzeiro não pode viver de lampejos nas partidas. É preciso ser regular.

"Eu acho que a gente teve alguns lampejos desse jogo (partida contra a Ponte Preta) em alguns momentos na partida (contra o Cuiabá), mas a gente precisa de mais que lampejos no Cruzeiro. A gente precisa realmente definir uma solidez de jogar, independente se é dentro de casa ou fora de casa, independente do adversário, e a gente vai ter que procurar essa solidez", disse o técnico.

A sequência ruim coloca o Cruzeiro neste momento mais perto da Série C do que de um hipotético retorno à Série A. Torcedores do clube, e até mesmo os rivais, interessados na gozação, já começam a fazer as contas para saber qual será o caminho do clube até o fim da temporada.

Se quiser fugir do rebaixamento, a evolução do Cruzeiro precisa ser rápida e constante, pois restam 25 rodadas. Se o pensamento for o acesso, a retomada precisa ser ainda mais ligeira, já que o atual quarto colocado, Paraná, já soma 22 pontos.

A esposa do goleiro Fábio, um dos ídolos do Cruzeiro, foi às redes sociais para criticar torcedores que têm questionado as atuações de seu marido. O arqueiro está no clube desde 2005 e já conquistou diversos títulos, como Brasileirão e Copa do Brasil.

Sandra afirmou que as críticas são injustas. "Quantas lágrimas derramadas... por favor. Não falem do que não sabem, do que não vivem, do que não veem. Meu lar, minha família tem sofrido dia a dia com o que está acontecendo com o Cruzeiro, extensivo às famílias de jogadores que convivemos. Nossa vida hoje se resume a orar e falar do Cruzeiro, buscar solução, buscar direção, buscar livramento, buscar paz, buscar o que nos foi tirado", escreveu ela no texto.