Dodô chegou ao Cruzeiro com status de jogador que travaria uma forte disputa pela titularidade na lateral esquerda do time. Mas o atleta não conseguiu ter uma grande sequência na equipe e, durante boa parte da temporada, foi reserva de Egídio. 

Foram apenas 26 jogos no ano, sendo 21 como titular. Contra o Avaí, segunda-feira (18), no Mineirão, Dodô poderá marcar presença em campo em cinco jogos consecutivos pela primeira vez na temporada.

“Tem sido uma oportunidade importante. Poder ajudar neste momento que a gente está vivendo. Estou feliz de participar dos jogos e estou trabalhando para crescer junto com o time nesta reta final”, destacou Dodô. 

Cruzeiro


Apesar de Egídio receber críticas da torcida e ser vaiado em alguns jogos, Dodô não conseguiu assumir de vez a lateral esquerda cruzeirense. Segundo o jogador, a temporada ruim do time tem atrapalhado a busca pela titularidade. 

“Essa disputa ela vem de acordo com a oscilação do time. Obviamente quando um time está vencendo é muito provável a manutenção dos jogadores. Quando o time não tem a continuidade de vitorias, é normal que se mexa no time. Não tem sido só na lateral. A gente vem disputando a posição desde o inicio do ano e a gente tem feito o melhor trabalho possível para o Cruzeiro sair dessa situação”, explicou Dodô. 

Na 16ª posição com 35 pontos, a Raposa poderá entrar em campo contra o Avaí na zona de rebaixamento, se o Fluminense não for derrotado pelo Atlético, sábado (16), no Maracanã. 

2020

Emprestado pela Sampdoria, da Itália, até o fim do ano, Dodô tem presença praticamente certa para 2020. Isso porque uma cláusula no contrato prevê que, se ele atuasse em três partidas no Campeonato Brasileiro e o Cruzeiro fizesse 15 pontos na competição, a renovação com a Raposa seria automática até o fim de 2023. 

Para ficar com o jogador até o fim desta temporada, o Cruzeiro pagou 200 mil euros (cerca de R$ 900 mil). Este valor será descontado na compra obrigatória do lateral – que é de aproximadamente R$ 1,2 milhões.

A sequência de Dodô

31/10 - Botafogo 0 x 2 Cruzeiro - Engenhão (entrou aos 69 minutos)
3/11 - Cruzeiro 1 x 1 Bahia - Mineirão (jogou a partida inteira)
6/11 - Athletico-PR 0 x 0 Cruzeiro - Arena da Baixada (entrou aos 31 minutos)
10/11 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético - Mineirão (jogou a partida inteira)