Apesar da terceira derrota consecutiva, o técnico Rogério Ceni gostou da atuação do Cruzeiro na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, neste sábado, no Allianz Parque. 

O treinador lamentou o resultado negativo, mas elogiou a postura do time e projeta evolução da equipe. 

"Começaram a falar mais no vestiário. E acho que vestiário quieto não funciona. Acho que tem que cobrar, trocar ideias com o companheiro. Não vou embora satisfeito com a derrota, mas se tivermos mais posturas como essa hoje, vamos colher coisas boas lá na frente", destacou Rogério Ceni. 

Contra o Palmeiras, o técnico surpreendeu na escalação. Jovens jogadores, como o zagueiro Cacá, o lateral esquerdo Rafael Santos e o volante Ederson, começaram entre os titulares enquanto os medalhões Thiago Neves e Robinho ficaram entre os reservas. 

"Os garotos ajudaram, se esforçaram. O Cruzeiro atravessa um momento financeiro complicado. Então, esses garotos precisam jogar. O Rafael fez apenas cinco minutos contra o Bahia. O Ederson eu gosto muito dos treinos dele. Mas eles têm que jogar para nos ajudar", explicou Ceni.

O próximo compromisso do Cruzeiro será no sábado que vem (15), contra o líder Flamengo, no Mineirão. O zagueiro Dedé, que se recupera de dores musculares, poderá ser a novidade na equipe.