Robinho ainda não reúne condições físicas ideais, mas, diante da ausência de lucidez do meio-campo do Cruzeiro, o jogador foi acionado já na volta do intervalo, no lugar de Everton Felipe, na derrota para o CRB por 2 a 0, nessa quarta-feira (11), no Mineirão, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. 

O último jogo do armador tinha acontecido no dia 5 de dezembro, quando teve uma lesão no joelho esquerdo na derrota por 2 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. Um dos poucos remanescentes do rebaixamento do ano passado, Robinho é considerado um dos alicerces da tão mencionada “reconstrução” da Raposa. Para o jogador, "chegou a realidade do Cruzeiro". 

“São jogos que serão confrontos diretos porque o nosso primeiro objetivo é o acesso. A realidade do Cruzeiro será essa agora, contra times competitivos. Precisamos o mais rápido possível estar melhores para competir melhor”, destacou Robinho.

robinho


A classificação para a quarta fase da Copa do Brasil ficou difícil. O Cruzeiro precisa vencer o CRB por três gols de diferença na próxima quarta-feira (18), às 19h15, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Vitória por dois gols de vantagem leva a decisão para as penalidades. 

“Temos totais condições, essa camisa é pesadíssima. Da mesma forma que eles fizeram um grande jogo, podemos fazer lá também. Agora é esquecer a Copa do Brasil porque precisamos ganhar no domingo para entrar entre os quatro. É dar tranquilidade à molecada, para o Adilson trabalhar e acertar os detalhes”, disse.

Antes de pensar na Copa do Brasil, o Cruzeiro volta as atenções para o Campeonato Mineiro. Domingo (15), às 16h, no Independência, a Raposa enfrentará o Coimbra. O time celeste está apenas na quinta posição com 14 pontos – um a menos que o Atlético, quarto colocado.