Quando Orejuela passou por cirurgia no joelho esquerdo no dia 22 de maio, pouco se imaginava que menos de dois meses depois ele estaria em campo novamente. E o colombiano voltou em grande estilo. Justamente no clássico contra o Atlético, nessa quarta-feira (17), pelo segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil, no Independência. 

A recuperação surpreendeu até o técnico Mano Menezes, que não esperava contar com o jogador durante todo o jogo contra o Atlético. Mas o colombiano deu boa resposta em campo, mesmo sendo atacado em boa parte do duelo. “Minha primeira partida depois da lesão foi excelente. Pouco a pouco, vou ganhando a confiança e vou fazer o que eu vinha fazendo”, destacou Orejuela. 

A lesão tirou o colombiano da pré-lista da Copa América. Impossibilitado de defender a seleção de seu país e o Cruzeiro em partidas importantes, o jogador trabalhou o lado psicológico para voltar a tempo do clássico contra o Atlético. “Acredito que minha mentalidade é muito boa e quero seguir em frente. Então, isso me ajudou a trabalhar mais forte”, explicou. 

Trabalho especial

Desde a chegada ao Cruzeiro, em janeiro, Orejuela tem feito um trabalho físico especial no clube. Nos testes feitos após a cirurgia no joelho, o colombiano ganhou 30% a mais de força em comparação com as avaliações realizadas no início do ano. 

“Cheguei com menos força. O trabalho que foi feito aqui no Cruzeiro, o preparo físico, me ajudou muito para que eu possa crescer na minha parte esportiva”, ressaltou Orejuela. 

Mesmo com o retorno surpreendente, o colombiano pode ser preservado contra o Bahia neste sábado (20), às 17h, em Salvador, para que esteja bem fisicamente diante do River Plate, em Buenos Aires, na próxima terça-feira (30), pela Libertadores.