Marcelo Oliveira bem que tentou, assim como seu sucessor, Vanderlei Luxemburgo. Mas nenhum dos dois treinadores conseguiu “afinar” a pontaria dos atacantes do Cruzeiro neste Campeonato Brasileiro. Desde a chegada de Mano Menezes, no início de setembro, porém, o roteiro é outro.

Com o novo treinador, o setor ofensivo se transformou e a evolução é notória. Nas cinco partidas sob o comando de Mano, o Cruzeiro balançou as redes dez vezes, média de dois gols por confronto. Até então, a Raposa tinha um rendimento de 0,77 gol por partida no Brasileirão. Foram apenas 17 bolas estufadas nas redes em 22 jogos.

Os jogadores admitem que a filosofia de jogo implementada pelo novo treinador, independentemente da situação do time na tabela, é ofensiva e em prol do ataque.“Ele (Mano) dá essa confiança pra gente. Ele tem falado com os jogadores de frente para chutar sempre que possível”, revela o atacante Willian.
E o Bigode, como é chamado pela China Azul, levou a risca os pedidos do treinador cruzeirense. Sendo dirigido por Mano, o atacante estufou as metas adversárias seis vezes. Quatro delas na estreia do comandante, na goleada por 5 a 1 sobre o Figueirense, no Mineirão.

Willian balançou as redes também no empate em 1 a 1 contra o Atlético, e outra vez no empate por 2 a 2 com o Vasco, ambas no Gigante da Pampulha. De fato, a troca no comando técnico fez bem para o camisa 25. Willian tem um aproveitamento de 1,2 gol por partida. E o número poderia ser ainda melhor, já que o camisa 25 teve uma cobrança de pênalti defendida por Victor aos 45 minutos do segundo tempo do clássico contra o Atlético.

Perseverança

Para o atacante, o bom momento é fruto do trabalho. “Eu acredito muito no trabalho do dia a dia, no respeito. No futebol, nem tudo sempre acontece da forma que a gente quer. Senão o atacante faria dois, três gols, e o goleiro nunca tomaria. Quem está comigo no dia a dia sabe da minha dedicação e do meu empenho”, diz.

“Estou no Cruzeiro há mais de dois anos, tenho muito mais jogos começando como titular do que na reserva. Creio que tenho que aproveitar, dar sequência aos meus companheiros e ajudar o Cruzeiro a sair dessa situação”, analisa Willian.

Damião treina e vira opção para confronto com Coritiba

Na busca pelo melhor rendimento ofensivo, Mano Menezes deve ter um reforço importante no confronto decisivo contra o Coritiba, domingo, às 18h30, no Mineirão. Ausente nas últimas cinco partidas, o atacante Leandro Damião foi a principal novidade no treinamento de ontem, na Toca da Raposa II. O jogador foi liberado pelos médicos após se recuperar de entorse no tornozelo direito. Na atividade, Damião, que é o artilheiro do Cruzeiro em 2015, com 16 gols, trabalhou com o preparador físico Eduardo Freitas. No campo, enquanto os considerados reservas participaram de um treino tático, os titulares permaneceram na academia.

Contra o Coxa, Mano Menezes poderá contar também com os retornos do lateral direito Ceará, do volante Henrique e do atacante Vinícius Araújo, os três livres de suspensão. Em contrapartida, o volante Willians, expulso no compromisso contra a Chapecoense, no último domingo, fica de fora.

Outro que permanece de fora é o zagueiro Bruno Rodrigo, lesionado no joelho esquerdo. O Cruzeiro ocupa a 13ª colocação, com 33 pontos, dois a mais ante o Figueirense, primeiro time que integra a zona da degola.