Preocupação pelo péssimo momento vivido no Brasileirão, revolta com a atuação da arbitragem nos últimos jogos e um pingo de esperança na luta contra o rebaixamento no Brasileirão. Esse misto de sentimentos imperou na entrevista coletiva do volante Éderson, na tarde desta segunda-feira (14), na Toca II.

Em um dos momentos mais emblemáticos, ele ressaltou que não quer "manchar" sua trajetória no futebol, iniciada há pouco tempo. "Nem a história do clube. Eu, que estou começando agora, não quero ter isso (rebaixamento) no meu currículo, nem agora, nem no futuro. Esperamos contar com o torcedor nesse momento", disse.

Apesar de salientar que o time está devendo dentro de campo, o volante acredita que a arbitragem vem prejudicando a Raposa. "Acho que principalmente nesses dois últimos jogos (contra Fluminense e Chapecoense). Mas não podemos ficar pensando nisso", sintetizou.

Ederson

Com relação ao duelo desta quarta (16), diante do São Paulo, no Mineirão, foi enfático. "O Abel já fez todo mundo ir para o lado dele. O que podemos fazer é nos impor na nossa casa, correr e lutar. Não temos outra alternativa. Vamos correr para isso. Faremos tudo que pudermos dentro de campo", afirmou.

O Cruzeiro ocupa o 18º lugar no Brasileiro, com 22 pontos, quatro a menos que o Ceará, primeiro clube fora da zona da degola.