Na partida desta quarta-feira (30), contra o Guarani, às 19h, no Mineirão, o Cruzeiro terá um adversário que deu muita emoção ao time mineiro na Série B do ano passado. Foram 11 gols nos dois encontros entre as equipes - triunfo cruzeirense no jogo do primeiro turno e empate no returno. A vitória na 3ª rodada, inclusive, foi uma das três em sequência no início da Série B, ainda sob o comando do então técnico Enderson Moreira, quando a equipe celeste buscava resultados positivos para inverter o quadro negativo, devido à punição da Fifa na ocasião.

No primeiro jogo entre os dois clubes, o Cruzeiro venceu por 3 a 2, após sair atrás no placar. A equipe virou com Régis e Marcelo Moreno, mas logo tomou o empate. O zagueiro Léo foi o responsável por dar a vitória à Raposa ao marcar o terceiro gol. Com a vitória, o Cruzeiro zerou a pontuação negativa que tinha naquele momento.

No returno, um empate também movimentado tomou conta do reencontro entre as duas equipes no Mineirão. O time paulista chegou a ficar à frente no placar por três vezes, mas o Cruzeiro buscou o empate a cada gol marcado pelo Bugre, com Manoel, Pottker e Welinton. De todos os jogadores que marcaram para o Cruzeiro nos duelos no ano passado, apenas Marcelo Moreno segue na equipe.

Fase atual

Cruzeiro e Guarani estão em momentos parecidos na Série B deste ano. A equipe do interior paulista ocupa a 9ª colocação, com nove pontos. Já o Cruzeiro é 13º, com sete. Os dois times possuem duas vitórias, mas o guarani possui dois empates a mais que a Raposa.  

O Cruzeiro tem o segundo melhor ataque da competição, com dez gols marcados, seguido pelo Guarani, que é o terceiro com nove, ao lado de Botafogo-SP e Vasco. Já na defesa, a Raposa ocupa o posto de mais vazada, com 13 gols sofridos ao lado do CRB. O Guarani também tem problemas defensivos, uma vez que levou nove gols nos sete jogos iniciais.