Um zagueiro e um segundo volante. Estas são prioridades do Cruzeiro na busca de reforços para o segundo semestre. A diretoria celeste até monitora jogadores para estes setores, mas esbarra nas crises política e financeira enfrentadas pelo clube. O momento vivido pela equipe fora das quatro linhas inviabiliza contratações de destaque. Com isso, a solução deverá ser mesmo atletas das categorias de base. 

Na zaga, com a venda de Murilo para o Lokomotiv Moscou, da Rússia, Mano Menezes conta com Léo e Dedé, titulares absolutos, e Fabrício Bruno como reserva imediato. O jovem Cacá deverá ficar de vez no time principal, e o garoto Edu, também do time Sub-20, treinará com mais frequência entre os profissionais. O time também poderá solicitar o retorno de Arthur, que está emprestado ao Tombense.

Outra situação a ser resolvida está relacionada ao segundo volante. Henrique é praticamente insubstituível no esquema de Mano Menezes, mas o treinador ainda não encontrou o companheiro do capitão cruzeirense no meio-campo que possa ser considerado titular absoluto. Para piorar, com o contrato de empréstimo junto ao Real Madrid terminando no fim do mês, Lucas Silva está se despedindo da Raposa. 

Outras opções escaladas pelo treinador como segundo volante neste ano foram: Lucas Romero, utilizado com mais frequência e improvisado como lateral-direito nos últimos jogos; Ariel Cabral, criticado nas últimas partidas; e Jadson, que teve poucas oportunidades no setor e deverá ganhar mais espaço no elenco. Ederson, do time Sub-20, poderá aparecer com mais frequência entre os relacionados.

A reapresentação do elenco acontecerá nesta segunda-feira (24), na Toca da Raposa. Inicialmente, será um retorno aos trabalhos sem muitas novidades.