Um fator explica a posição do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro: o excesso de empates. Com o 0 a 0 com o Athletico-PR, nessa quarta-feira (6), na Arena da Baixada, a Raposa chegou ao 13º jogo com o placar em igualdade e se transformou na equipe que mais empatou na competição.

Este também é o recorde de empates do time celeste na era dos pontos corridos, iniciada em 2003. O segundo time neste ranking no Brasileirão deste ano é o Corinthians, que terminou sem vencer ou perder em 12 duelos.

Cruzeiro

Os números do técnico Abel Braga no Cruzeiro resumem o histórico de empates. O placar em igualdade aconteceu em seis dos dez jogos do treinador na Raposa. O comandante tem no retrospecto também três vitórias e um empate. Foi o suficiente para o time celeste sair da zona de rebaixamento, mas não para se afastar do perigo da degola. 

Em busca de mais vitórias e menos empates, o Cruzeiro tem pela frente o clássico contra o Atlético, domingo (10), no Mineirão.

Os 13 empates do Cruzeiro no Brasileirão

2/6 – São Paulo 1 x 1 Cruzeiro – Pacaembu
8/6 – Cruzeiro 0 x 0 Corinthians – Mineirão
14/7 – Cruzeiro 0 x 0 Botafogo – Mineirão
20/7 – Bahia 0 x 0 Cruzeiro – Fonte Nova
11/8 – Avaí 2 x 2 Cruzeiro – Ressacada
25/8 – CSA 1 x 1 Cruzeiro – Rei Pelé
25/9 – Ceará 0 x 0 Cruzeiro – Castelão
5/10 – Cruzeiro 1 x 1 Internacional – Mineirão 
9/10 – Cruzeiro 0 x 0 Fluminense – Mineirão
13/10 – Chapecoense 1 x 1 Cruzeiro – Arena Condá
26/10 – Cruzeiro 1 x 1 Fortaleza – Mineirão
3/11 – Cruzeiro 1 x 1 Bahia – Mineirão
6/11 – Athletico 0 x 0 Cruzeiro – Arena da Baixada

Número de empates do Cruzeiro na era dos pontos corridos

2003:7
2004: 8
2005: 9
2006: 11
2007: 6
2008: 4
2009: 8
2010: 9
2011: 10
2012: 7
2013: 7
2014: 8
2015: 10
2016: 9
2017: 12
2018: 11