Anunciados que não ficarão na próxima temporada, o lateral direito Ceará e o meia Júlio Baptista foram homenageados pela diretoria do Cruzeiro nesta quinta-feira (3), na Toca da Raposa II. Os dois receberam uma placa e uma camisa do clube.
 
Ceará disputou 133 jogos pelo Cruzeiro e marcou dois gols. Já o meia Júlio Baptista fez 62 jogos e marcou 17 gols. “Meu sentimento é de agradecimento ao Cruzeiro e sobretudo à oportunidade que tive de poder escrever uma história junto à história do clube. Foram três títulos. Mas o fundamental é o que deixa no dia a dia, isso é o mais importante. As pessoas que aqui trabalham no dia a dia sabem do esforço de tudo que foi traçado e planejado. Assim, vieram as conquistas. E ao longo desses dois anos e meio foi muito importante. Consegui ganhar títulos, ajudei o Cruzeiro a estar no alto do futebol brasileiro e mundial. Isso é o que mais conta”, disse Júlio.

“O Cruzeiro significa muito. O clube que me trouxe de volta à Europa, depois de cinco anos no PSG. O clube que abriu as portas para mim, acreditou em mim. Agradeço muito ao Cruzeiro, um clube muito profissional, sempre cumpriu com meus compromissos. Os títulos ficarão marcados, sempre terei no coração, como o Inter e o PSG, três clubes que fiz parte da história deles”, emendou Ceará.

Os dois atletas não terão seus vínculos extendidos com o Clube, assim como o volante Charles e o centroavante Leandro Damião.

Júlio Baptista chegou ao clube em 2013 e fez gols importante na campanha da conquista do Brasileiro daquele ano. Contudo, o jogador conviveu com uma série de lesões que atraplharam seu rendimento no time azul. Ele conquistou o bicampeonato Brasileiro e o Mineiro do ano passado.

Ceará estava no clube desde 2012 após deixar o Paris Saint-Germain. Ele conquistou dois títulos do Mineiro e dois do Campeonato Brasileiro.