O planejamento do Cruzeiro para 2020 passa por uma renovação profunda do elenco. A tendência é de um time formado com contratações modestas e com jogadores das categorias base. 

Para buscar um respiro financeiro, o clube tentará negociar alguns atletas com altos salários. Thiago Neves, Edilson, Egídio e Fred, os quatro com contratos se encerrando em dezembro de 2020, são jogadores que terão situações revistas. Empréstimos para outras equipes ou tentativas de vendas não estão descartados.  

Cruzeiro

As incertezas estão presentes em todos os segmentos do Cruzeiro. Não seria diferente para atletas que estão no departamento médico e que também ganham salários fora da curva para um time que disputará a Série B e com um orçamento reduzido drasticamente. 

Os casos de Dedé, Rodriguinho e Robinho, os três com contrato até dezembro de 2021, são mais complexos porque os atletas estão em recuperação de lesões.  

Dedé

O zagueiro passou por nova cirurgia no joelho direito no fim de outubro. De acordo com o médico do Cruzeiro, Sérgio Campolina, Dedé poderá participar das atividades com bola em janeiro. Mesmo que ele volte a jogar já no começo da próxima temporada, a sua saída não é descartada.
 
Dedé foi alvo de críticas de torcedores, principalmente depois de um vídeo que circulou nas redes sociais com o defensor fazendo a "sarrada no ar", durante o a aniversário da esposa dele, um mês depois da cirurgia.

Rodriguinho

Contratado como o principal reforço para 2019, Rodriguinho passou por duas cirurgias na coluna lombar, em julho e outubro. Por ter jogado apenas no primeiro semestre, o meia não é considerado um dos vilões do rebaixamento do Cruzeiro, mas possui alto salário e pode ser moeda de troca. 

De acordo com Sérgio Campolina, o armador também poderá voltar a participar de atividades com bola em janeiro.  A incerteza sobre quais condições físicas o armador voltará interfere nas negociações que a Raposa pode fazer. 

Robinho

A tendência é que Robinho fique fora por todo o Campeonato Mineiro e só volte a jogar em maio ou junho. O jogador, que passou por cirurgia na semana passada, rompeu dois ligamentos do joelho esquerdo. 

Importante nas conquistas da Copa do Brasil em 2017 e 2018, Robinho esteve distante das boas atuações em 2019.